WebRádio Trindade Santa: Outubro 2012

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

SEM MEDO DE ERRAR...


SEM MEDO DE ERRAR...

“Atravessar a vida como se estivesses sentado no banco de trás de uma locomotiva tendo a segurança de que muitos à frente já percorreram os trilhos que agora percorres, não adiciona valor algum aos teus atos!... Apenas segues comodamente o que anteriormente outros já desbravaram. Filha, tens estado pensativa e até tristonha desejando novas oportunidades... Pois saiba que tens ainda que descer ‘desse trem’, e numa nova estação, buscar alcançar um ‘novo veículo’ que manejarás por conta própria!... Não terás motorista nem quem te conduza em segurança!! A vida jamais será FÁCIL aos Meus eleitos! Não há como seguir buscando modelos anteriores. Nada deve ser repetitivo, caso contrário não haveria o VALOR DA LIDERANÇA! Trilhos percorridos comodamente instalados no banco detrás, são o lugar COMUM onde seguem os NÃO tão brilhantes! Para isso não é preciso esforço nem talento especial... Seguir em COMBOIO é para MAIORIA!
O desbravar de NOVOS RUMOS é para bem poucos!!....” 
 
“Filha, esperas que te puxem numa direção acertada, que te levem pelas mãos ao destino certo... PORÉM terás que achá-lo por ti mesma, apenas seguindo o que o coração te diz. Não tenhas MEDO DE ERRAR! Só não fiques parada! Faz tua parte e deixa germinar a semente. Não te apresses!! Não atropeles os acontecimentos. Existe uma ORDEM a ser seguida, o que bem sabes não há como abreviar. Esteja feliz e certa de que caminhas Conosco. O FUTURO ainda é MISTERIOSO!! Deve ser assim! Acredita na FORÇA que move o UNIVERSO. Pára de te lastimar!!!... Se tens momentos de Trevas é porque precisas te preparar para grandes ocasiões de LUZ INTENSA!! Amanhã sentirás falta da solidão e do silêncio... Terás saudades dos dias isolados quando não tinhas outra coisa a não ser a NOSSA Presença....”“Atravessar a vida como se estivesses sentado no banco de trás de uma locomotiva tendo a segurança de que muitos à frente já percorreram os trilhos que agora percorres, não adiciona valor algum aos teus atos!... Apenas segues comodamente o que anteriormente outros já desbravaram. Filha, tens estado pensativa e até tristonha desejando novas oportunidades... Pois saiba que tens ainda que descer ‘desse trem’, e numa nova estação, buscar alcançar um ‘novo veículo’ que manejarás por conta própria!... Não terás motorista nem quem te conduza em segurança!! A vida jamais será FÁCIL aos Meus eleitos! Não há como seguir buscando modelos anteriores. Nada deve ser repetitivo, caso contrário não haveria o VALOR DA LIDERANÇA! Trilhos percorridos comodamente instalados no banco detrás, são o lugar COMUM onde seguem os NÃO tão brilhantes! Para isso não é preciso esforço nem talento especial... Seguir em COMBOIO é para MAIORIA!
O desbravar d
e NOVOS RUMOS é para bem poucos!!....”

“Filha, esperas que te puxem numa direção acertada, que te levem pelas mãos ao destino certo... PORÉM terás que achá-lo por ti mesma, apenas seguindo o que o coração te diz. Não tenhas MEDO DE ERRAR! Só não fiques parada! Faz tua parte e deixa germinar a semente. Não te apresses!! Não atropeles os acontecimentos. Existe uma ORDEM a ser seguida, o que bem sabes não há como abreviar. Esteja feliz e certa de que caminhas Conosco. O FUTURO ainda é MISTERIOSO!! Deve ser assim! Acredita na FORÇA que move o UNIVERSO. Pára de te lastimar!!!... Se tens momentos de Trevas é porque precisas te preparar para grandes ocasiões de LUZ INTENSA!! Amanhã sentirás falta da solidão e do silêncio... Terás saudades dos dias isolados quando não tinhas outra coisa a não ser a NOSSA Presença....”

A VIRTUDE DESPERTA VIRTUDE


MENSAGEM DO  DIA..:22/10      "A Virtude Desperta Virtude."
 
Uma viúva idosa, sem ter como pagar o aluguel de seu quartinho, pediu ao rabino a quantia de 5 quadrantes.

O rabino escreveu um bilhete e a mandou levar ao ecônomo da sinagoga, que, na mesma hora, lhe entregou 50 quadrantes.

Ela, espantada, exclamou: "Não, o senhor confundiu. Eu preciso de 5 quadrantes". Então o ecônomo mostrou a ela o bilhete onde estava escrito "50 quadrantes".

Aflita, a velhinha foi dizer ao rabino: "O senhor confundiu. Eu lhe pedi 5 quadrantes para pagar o aluguel", ao que o rabino respondeu: "Tem razão, senhora. Eu confundi". Corrigiu o bilhete e a mandou de volta ao ecônomo, que, ao abri-lo, leu: "Entregue a ela 500 quadrantes".

Conto judaico


Uma viúva idosa, sem ter como pagar o aluguel de seu quartinho, pediu ao rabino a quantia de 5 quadrantes.

O rabino escreveu um bilhete e a mandou levar ao ecônomo da sinagoga, que, na mesma hora, lhe entregou 50 quadrantes.

Ela, espantada, exclamou: "Não, o senhor confundiu. Eu preciso de 5 quadrantes". Então o ecônomo mostrou a ela o bilhete onde estava escrito "50 quadrantes".

Aflita, a velhinha foi dizer ao rabino: "O senhor confundiu. Eu lhe pedi 5 quadrantes para pagar o aluguel", ao que o rabino respondeu: "Tem razão, senhora. Eu confundi". Corrigiu o bilhete e a mandou de volta ao ecônomo, que, ao abri-lo, leu: "Entregue a ela 500 quadrantes".


EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 31/10/2012



A porta estreita

Lc 13,22-30

Jesus atravessava cidades e povoados, ensinando na sua viagem para Jerusalém. Alguém perguntou:
- Senhor, são poucos os que vão ser salvos?
Jesus respondeu:
- Façam tudo para entrar pela porta estreita. Pois eu afirmo a vocês que muitos vão querer entrar, mas não poderão.
- O dono da casa vai se levantar e fechar a porta. Então vocês ficarão do lado de fora, batendo na porta e dizendo: "Senhor, nos deixe entrar!" E ele responderá: "Não sei de onde são vocês." Aí vocês dirão: "Nós comemos e bebemos com o senhor. O senhor ensinou na nossa cidade." Mas ele responderá: "Não sei de onde são vocês. Afastem-se de mim, vocês que só fazem o mal." Quando vocês virem Abraão, Isaque, Jacó e todos os profetas no Reino de Deus e vocês estiverem do lado de fora, então haverá choro e ranger de dentes de desespero. Muitos virão do Leste e do Oeste, do Norte e do Sul e vão sentar-se à mesa no Reino de Deus. E os que agora são os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos.

SANTO AFONSO RODRIGUES - 31 DE OUTUBRO


 


Diante da "galeria" de santos da Companhia de Jesus, voltamos o nosso olhar, talvez, para o mais simples e humilde dos Irmãos: Santo Afonso Rodrigues. Natural de Segóvia na Espanha, veio à luz aos 25 de julho de 1532.

Pertencente a uma família cristã, teve que interromper seus estudos no primário, pois com a morte do pai, assumiu os compromissos com o comércio. Casou-se com Maria Soares que amou tanto quanto os dois filhos, infelizmente todos, com o tempo, faleceram. Ao entrar em crise espiritual, Afonso entrega-se à oração, à penitência e dirigido por um sacerdote, descobriu o seu chamado a ser Irmão religioso e assim, assumiu grandes dificuldades como a limitação dos estudos. Vencendo tudo em Deus, Afonso foi recebido na Companhia de Jesus como Irmão e depois do noviciado foi enviado para o colégio de formação.

No colégio, desempenhou os ofícios de porteiro e a todos prestava vários serviços, e dentre as virtudes heróicas que conquistou na graça e querendo ser firme na fé, foi a obediência sua prova de verdadeira humildade. Santo Afonso sabia ser simples Irmão pois aceitava com amor toda ordem e desejo dos superiores, como expressão da vontade de Deus.

Tinha como regra: "Agradar somente a Deus, cumprir sempre e em toda parte a Vontade Divina". Este santo encantador, com sua espiritualidade ajudou a muitos, principalmente São Pedro Claver quanto ao futuro apostolado na Colômbia. Místico de muitos carismas, Santo Afonso Rodrigues, sofreu muito antes de morrer em 31 de outubro de 1617.

                                          Santo Afonso Rodrigues, rogai por nós!
 

terça-feira, 30 de outubro de 2012

NOSSO QUERIDO SENHOR JESUS!


Nosso querido Senhor Jesus!

Teu amor é mais forte do que a morte. Temos por isso um pedido: concede-nos este amor tão forte para que não venhamos a negar-Te na hora da provação. Fortalece-nos agora em Ti mesmo, aumentando em nós o amor.

Ajuda-nos para que nos exercitemos nos pequenos sacrifícios do dia-a-dia de tal forma que possamos Te oferecer toda vida em sacrifício na hora da provação. Fortalece-nos, para que amemos a Ti somente, considerando nulo tudo o mais. Tu bem sabes o quanto nos custam hoje ainda as outras coisas, tais como sofrimentos de alma e corpo. Tu sabes também como é difícil para nós permanecermos firmes ao sermos confrontados com a escolha entre um alívio passageiro no tocante à nossa segurança física e o testemunho a favor do Teu nome, quando isso talvez envolver o martírio.

Por isso Te pedimos mais uma vez: inunda-nos com a torrente forte do Teu amor, para que não sejas decepcionado por nós na hora da provação, antes possas dizer cheio de gratidão e alegria: "Quão belo é o teu amor, ó minha irmã, noiva minha (Cantares 4,10)!".

Amém.
Teu amor é mais forte do que a morte. Temos por isso um pedido: concede-nos este amor tão forte para que não venhamos a negar-Te na hora da provação. Fortalece-nos agora em Ti mesmo, aumentando em nós o amor.

Ajuda-nos para que nos exercitemos nos pequenos sacrifícios do dia-a-dia de tal forma que possamos Te oferecer toda vida em sacrifício na hora da provação. Fortalece-nos, para que amemos a Ti somente, considerando nulo tudo o mais. Tu bem sabes o quanto nos custam hoje ainda as outras coisas, tais como sofrimentos de alma e corpo. Tu sabes também como é difícil para nós permanecermos firmes ao sermos confrontados com a escolha entre um alívio passageiro no tocante à nossa segurança física e o testemunho a favor do Teu nome, quando isso talvez envolver o martírio.

Por isso Te pedimos mais uma vez: inunda-nos com a torrente forte do Teu amor, para que não sejas decepcionado por nós na hora da provação, antes possas dizer cheio de gratidão e alegria: "Quão belo é o teu amor, ó minha irmã, noiva minha (Cantares 4,10)!".

Amém.

MORRE LENTAMENTE


MENSAGEM  DO  DIA........"MORRE LENTAMENTE"......26/10
 
Morre lentamente quem se torna escravo do hábito,
repetindo todos os dias os mesmos percursos,
quem não muda a marca,
quem não se arrisca a vestir uma nova cor,
quem não fala com quem não conhece.

Morre lentamente quem evita uma paixão,
quem prefere o preto no branco e os pingos nos "is",
em vez de um remoinho de emoções,
justamente aquelas que fazem brilhar os olhos,
aquelas que fazem de um bocejo um sorriso,
aquelas que fazem bater o coração
diante dos erros e dos sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa
quando está infeliz no trabalho,
quem não arrisca a certeza pela incerteza
para perseguir um sonho,
quem não se permite, ao menos uma vez na vida,
fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem não viaja,
quem não lê
quem não escuta música,
quem não acha graça em si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem passa os dias lamentando da própria sorte
ou da chuva contínua.

Morre lentamente quem abandona um projeto antes de começá-lo,
quem não faz perguntas sobre assuntos que não conhece,
ou quem não responde quando lhe perguntam
sobre algo que domina.

Evitemos a morte em pequenas doses,
lembrando sempre que estar vivo
requer um esforço muito maior
do que o simples fato de respirar.

Só a ardente paciência nos levará a conquistar
uma esplêndida felicidade.

Pablo Neruda


Morre lentamente quem se torna escravo do hábito,
repetindo todos os dias os mesmos percursos,
quem não muda a marca,
quem não se arrisca a vestir uma nova cor,
quem não fala com quem não conhece.

Morre lentamente quem evita uma paixão,
quem prefere o preto no branco e os pingos nos "is",
em vez de um remoinho de emoções,
justamente aquelas que fazem brilhar os olhos,
aquelas que fazem de um bocejo um sorriso,
aquelas que fazem bater o coração
diante dos erros e dos sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa
quando está infeliz no trabalho,
quem não arrisca a certeza pela incerteza
para perseguir um sonho,
quem não se permite, ao menos uma vez na vida,
fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem não viaja,
quem não lê
quem não escuta música,
quem não acha graça em si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem passa os dias lamentando da própria sorte
ou da chuva contínua.

Morre lentamente quem abandona um projeto antes de começá-lo,
quem não faz perguntas sobre assuntos que não conhece,
ou quem não responde quando lhe perguntam
sobre algo que domina.

Evitemos a morte em pequenas doses,
lembrando sempre que estar vivo
requer um esforço muito maior
do que o simples fato de respirar.

Só a ardente paciência nos levará a conquistar
uma esplêndida felicidade.


EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 30/10/2012



A semente de mostarda

13,18-21

Jesus disse:
- Com o que o Reino de Deus é parecido? Que comparação posso usar? Ele é como uma semente de mostarda que um homem pega e planta na sua horta. A planta cresce e fica uma árvore, e os passarinhos fazem ninhos nos seus ramos.
Jesus continuou:
- Que comparação poderei usar para o Reino de Deus? Ele é como o fermento que uma mulher pega e mistura em três medidas de farinha, até que ele se espalhe por toda a massa.

SÃO FRUMÊNCIO - 30 DE OUTUBRO


 


A história do santo de hoje se entrelaça com a conversão de uma multidão de africanos ao amor de Cristo e à Salvação. São Frumêncio nasceu em Liro da Fenícia. Quando menino, juntamente com o irmão Edésio, acompanhava um filósofo de nome Merópio, numa viagem em direção às Índias. A embarcação, cruzando o Mar Vermelho, foi assaltada e só foram poupados da morte os dois jovens, Frumêncio e Edésio, que foram levados escravos para Aksum (Etiópia) a serviço da Corte.

Deste mal humano, Deus tirou um bem, pois ao terem ganhado o coração do rei Ezana com a inteligência e espírito de serviço, fizeram de tudo para ganhar o coração da África para o Senhor. Os irmãos de ótima educação cristã, começaram a proteger os mercadores cristãos de passagem pela região e, com a permissão de construírem uma igrejinha, começaram a evangelizar o povo. Passados quase vinte anos, puderam voltar à pátria e visitar os parentes: Edésio foi para Liro e Frumêncio caminhou para partilhar com o Patriarca de Alexandria, Santo Atanásio, as maravilhas do Ressuscitado na Etiópia e também sobre a necessidade de sacerdotes e um Bispo. Santo Atanásio admirado com os relatos, sabiamente revestiu Frumêncio com o Poder Sacerdotal e nomeou-o Bispo sobre toda a Etiópia, isto em 350.

Quando voltou, Frumêncio foi acolhido com alegria como o "Padre portador da Paz". Continuou a pregação do Evangelho no Poder do Espírito, ao ponto de converterem o rei Ezana, a rainha, e um grande número de indígenas, isto pelo sim dos jovens irmãos e pela perseverança de Frumêncio. Quase toda a Etiópia passou a dobrar os joelhos diante do nome que está acima de todo o nome: Jesus Cristo.

                                                         São Frumêncio, rogai por nós!

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

VOAR SOBRE O PANTANO


MENSAGEM DO  DIA... 27/10   ..."VOAS SOBRE O PANTANO"  
 
"Um pássaro vivia resignado em uma árvore apodrecida no meio de um pântano.

Havia já se acostumado a estar ali, comia insetos do lodo e se encontrava sempre sujo por causa do barro pestilento.

Suas asas estavam atrofiadas por causa do peso das imundicies.
Certo dia, porém, um grande vendaval destruiu sua guarida; a árvore apodrecida foi tragada pela lama e então, ele se deu conta de que iria morrer.

Com o desejo instintivo de salvar-se, começou, com força, a bater as asas para empreender o vôo.

Custou-lhe muito trabalho, pois, esquecera como era voar, porém, agüentou a dor do corpo até que conseguiu levantar-se e cruzar o espaçoso céu, chegando finalmente a um bosque fértil e maravilhoso."

Os problemas são como um vendaval que destrói o seu refúgio e obriga você a levantar o vôo ou a morrer.

Nunca é tarde. Não importa o que você viveu, não importa os erros que você cometeu, não importa as oportunidades que você deixou passar, não importa a sua idade, sempre estamos aptos para dizer BASTA, para ouvir o apelo para uma vida melhor, para sacudirmos a lama e voar ALTO, bem longe do pântano.

Abandone o caminho seguro e cômodo.
Enverede-se pelo caminho incerto, cheio de enigmas e de inseguranças, e o percorra solitariamente.

Deus acompanhará você e lhe indicará o rumo certo a tomar.

Autor Desconhecido


"Um pássaro vivia resignado em uma árvore apodrecida no meio de um pântano.

Havia já se acostumado a estar ali, comia insetos do lodo e se encontrava sempre sujo por causa do barro pestilento.

Suas asas estavam atrofiadas por causa do peso das imundicies.
Certo dia, porém, um grande vendaval destruiu sua guarida; a árvore apodrecida foi tragada pela lama e então, ele se deu conta de que iria morrer.

Com o desejo instintivo de salvar-se, começou, com força, a bater as asas para empreender o vôo.

Custou-lhe muito trabalho, pois, esquecera como era voar, porém, aguentou a dor do corpo até que conseguiu levantar-se e cruzar o espaçoso céu, chegando finalmente a um bosque fértil e maravilhoso."

Os problemas são como um vendaval que destrói o seu refúgio e obriga você a levantar o vôo ou a morrer.

Nunca é tarde. Não importa o que você viveu, não importa os erros que você cometeu, não importa as oportunidades que você deixou passar, não importa a sua idade, sempre estamos aptos para dizer BASTA, para ouvir o apelo para uma vida melhor, para sacudirmos a lama e voar ALTO, bem longe do pântano.

Abandone o caminho seguro e cômodo.
Enverede-se pelo caminho incerto, cheio de enigmas e de inseguranças, e o percorra solitariamente.

Deus acompanhará você e lhe indicará o rumo certo a tomar.

Autor Desconhecido

EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 29/10/2012



Uma cura num sábado

Lc 13,10-17

Certo sábado, Jesus estava ensinando numa sinagoga. E chegou ali uma mulher que fazia dezoito anos que estava doente, por causa de um espírito mau. Ela andava encurvada e não conseguia se endireitar. Quando Jesus a viu, ele a chamou e disse:
- Mulher, você está curada.
Aí pôs as mãos sobre ela, e ela logo se endireitou e começou a louvar a Deus. Mas o chefe da sinagoga ficou zangado porque Jesus havia feito uma cura no sábado. Por isso disse ao povo:
- Há seis dias para trabalhar. Pois venham nesses dias para serem curados, mas, no sábado, não!
Então o Senhor respondeu:
- Hipócritas! No sábado, qualquer um de vocês vai à estrebaria e desamarra o seu boi ou o seu jumento a fim de levá-lo para beber água. E agora está aqui uma descendente de Abraão que Satanás prendeu durante dezoito anos. Por que é que no sábado ela não devia ficar livre dessa doença?
Os inimigos de Jesus ficaram envergonhados com essa resposta, mas toda a multidão ficou alegre com as coisas maravilhosas que ele fazia.

SÃO NARCISO - 29 DE OUTUBRO


 

O santo de hoje, São Narciso, foi Bispo de Jerusalém e, quando se deu tal fato, devia ter quase cem anos de idade. Narciso não era judeu e teria nascido no ano 96. Homem austero, penitente, humilde, simples e puro, sabe-se que presidiu com Teófilo de Cesareia a um concílio onde foi aprovada a determinação de se celebrar sempre a Páscoa num Domingo.

Eusébio narra que em certo dia de festa, em que faltou o óleo necessário para as unções litúrgicas, Narciso mandou vir água de um poço vizinho, e com sua bênção a transformou em óleo. Conta também as circunstâncias que levaram Narciso a demitir-se das suas funções.

Para se justificarem de um crime, três homens acusaram o Bispo Narciso de certo ato infame. "Que me queimem vivo - disse o primeiro - se eu minto". "E a mim, que me devore a lepra", disse o segundo. "E que eu fique cego", acrescentou o terceiro. O desgosto de ser assim caluniado despertou em Narciso o seu antigo desejo pelo recolhimento e, por isso, sem dizer para onde ia, perdoou os caluniadores e saiu de Jerusalém em direção ao deserto. Considerando-o definitivamente desaparecido, deram-lhe por sucessor a Dio, ao qual por sua vez sucederam Germânio e Górdio. Todavia, os três caluniadores não tardaram a sofrer os castigos que em má hora tinham invocado, pois o primeiro pereceu num incêndio com todos os seus, o segundo morreu de lepra e o terceiro cegou à força de tanto chorar o seu pecado.

Alguns anos depois, Narciso reapareceu na cidade episcopal. Nunca tinha sido posta em dúvida a santidade do seu procedimento.; por isso, foi com imensa alegria que Jerusalém recebeu seu antigo pastor. Segundo diz Eusébio, continuou Narciso a governar a diocese até a idade de 119 anos, auxiliado por um coadjutor chamado Alexandre. Faleceu cerca do ano de 212.

                                                  São Narciso, rogai por nós!

domingo, 28 de outubro de 2012

EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 28/10/2012



Jesus cura o cego Bartimeu

Mc 10,46-52

Jesus e os discípulos chegaram à cidade de Jericó. Quando ele estava saindo da cidade, com os discípulos e uma grande multidão, encontrou um cego chamado Bartimeu, filho de Timeu. O cego estava sentado na beira do caminho, pedindo esmola. Quando ouviu alguém dizer que era Jesus de Nazaré que estava passando, o cego começou a gritar:
- Jesus, Filho de Davi, tenha pena de mim!
Muitas pessoas o repreenderam e mandaram que ele calasse a boca, mas ele gritava ainda mais:
- Filho de Davi, tenha pena de mim!
Então Jesus parou e disse:
- Chamem o cego.
Eles chamaram e lhe disseram:
- Coragem! Levante-se porque ele está chamando você!
Então Bartimeu jogou a sua capa para um lado, levantou-se depressa e foi até o lugar onde Jesus estava.
- O que é que você quer que eu faça? - perguntou Jesus.
- Mestre, eu quero ver de novo! - respondeu ele.
- Vá; você está curado porque teve fé! - afirmou Jesus.
No mesmo instante, Bartimeu começou a ver de novo e foi seguindo Jesus pelo caminho.

SÃO SIMÃO E SÃO JUDAS TADEU - 28 DE OUTUBRO


 

Celebramos na alegria da fé os apóstolos São Simão e São Judas Tadeu. Os apóstolos foram colunas e fundamento da verdade do Reino.

São Simão:

Simão tinha o cognome de Cananeu, palavra hebraica que significa "zeloso".

Nicéforo Calisto diz que Simão pregou na África e na Grã-Bretanha. São Fortunato, Bispo de Poitiers no fim do século VI, indica estarem Simão e Judas enterrados na Pérsia.

Isto vem das histórias apócrifas dos apóstolos; segundo elas, foram martirizados em Suanir, na Pérsia, a mando de sacerdotes pagãos que instigaram as autoridades locais e o povo, tendo sido ambos decapitados. É o que rege o martirológio jeronimita.

Outros dizem que Simão foi sepultado perto do Mar Negro; na Caucásia foi elevada em sua honra uma igreja entre o VI e o VIII séculos. Beda, pelo ano de 735, colocou os dois santos no martirológio a 28 de outubro; assim ainda hoje os celebramos.

Na antiga basílica de São Pedro do Vaticano havia uma capela dos dois santos, Simão e Judas, e nela se conservava o Santíssimo Sacramento.

São Judas Tadeu:

Judas, um dos doze, era chamado também Tadeu ou Lebeu, que São Jerônimo interpreta como homem de senso prudente. Judas Tadeu foi quem, na Última Ceia, perguntou ao Senhor: "Senhor, como é possível que tenhas de te manifestar a nós e não ao mundo?" (Jo 14,22).

Temos uma epístola de Judas "irmão de Tiago", que foi classificada como uma das epístolas católicas. Parece ter em vista convertidos, e combate seitas corrompidas na doutrina e nos costumes. Começa com estas palavras: "Judas, servo de Jesus Cristo, e irmão de Tiago, aos chamados e amados por Deus Pai, e conservados para Jesus Cristo: misericórdia, paz e amor vos sejam concedidos abundantemente". Orígenes achava esta epístola "cheia de força e de graça do céu".

Segundo São Jerônimo, Judas terá pregado em Osroene (região de Edessa), sendo rei Abgar. Terá evangelizado a Mesopotâmia, segundo Nicéforo Calisto. São Paulino de Nola tinha-o como apóstolo da Líbia.

Conta-se que Nosso Senhor, em revelações particulares, teria declarado que atenderá os pedidos daqueles que, nas suas maiores aflições, recorrerem a São Judas Tadeu.

Santa Brígida refere que Jesus lhe disse que recorresse a este apóstolo, pois ele lhe valeria nas suas necessidades. Tantos e tão extraordinários são os favores que São Judas Tadeu concede aos seus devotos, que se tornou conhecido em todo o mundo com o título de Patrono dos aflitos e Padroeiro das causas desesperadas.

São Judas é representado segurando um machado, uma clava, uma espada ou uma alabarda, por sua morte ter ocorrido por uma dessas armas.


                                            São Simão e São Judas Tadeu, rogai por nós!

 

sábado, 27 de outubro de 2012

SER FELIZ É...

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um 'não'.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."





EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 27/10/2012



Arrepender-se ou morrer

Lc 13,1-9

Naquela mesma ocasião algumas pessoas chegaram e começaram a comentar com Jesus como Pilatos havia mandado matar vários galileus, no momento em que eles ofereciam sacrifícios a Deus. Então Jesus disse:
- Vocês pensam que, se aqueles galileus foram mortos desse jeito, isso quer dizer que eles pecaram mais do que os outros galileus? De modo nenhum! Eu afirmo a vocês que, se não se arrependerem dos seus pecados, todos vocês vão morrer como eles morreram. E lembrem daqueles dezoito, do bairro de Siloé, que foram mortos quando a torre caiu em cima deles. Vocês pensam que eles eram piores do que os outros que moravam em Jerusalém? De modo nenhum! Eu afirmo a vocês que, se não se arrependerem dos seus pecados, todos vocês vão morrer como eles morreram.
Então Jesus contou esta parábola:
- Certo homem tinha uma figueira na sua plantação de uvas. E, quando foi procurar figos, não encontrou nenhum. Aí disse ao homem que tomava conta da plantação: "Olhe! Já faz três anos seguidos que venho buscar figos nesta figueira e não encontro nenhum. Corte esta figueira! Por que deixá-la continuar tirando a força da terra sem produzir nada?" Mas o empregado respondeu: "Patrão, deixe a figueira ficar mais este ano. Eu vou afofar a terra em volta dela e pôr bastante adubo. Se no ano que vem ela der figos, muito bem. Se não der, então mande cortá-la."

SÃO GONÇALO DE LAGOS - 27 DE OUTUBRO


 


Este santo português nasceu em Lagos, no Algarve, por volta do ano de 1370.

Tomou o hábito de Santo Agostinho no convento da Graça, em Lisboa, aos 20 anos.

Dedicou-se à uma vida de jejuns e de penitências enquanto aplicava-se às letras, aos estudos.

Homem zeloso na vivência da Regra Religiosa, virtuoso e cheio de pureza, Gonçalo dedicou-se também à pregação chegando a ser superior de alguns mosteiros da sua Ordem.

O último mosteiro foi o de Torres Vedras, onde morreu em 1422, depois de exortar aos que viviam com ele no mosteiro à observância religiosa e à uma vida virtuosa.


                                                 São Gonçalo de Lagos, rogai por nós!
 

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 26/10/2012



Os sinais dos tempos

Lc 12,54-59

Jesus disse também ao povo:
- Quando vocês vêem uma nuvem subindo no oeste, dizem logo: "Vai chover." E, de fato, chove. E, quando sentem o vento sul soprando, dizem: "Vai fazer calor." E faz mesmo. Hipócritas! Vocês sabem explicar os sinais da terra e do céu. Então por que não sabem explicar o que querem dizer os sinais desta época?
E Jesus terminou, dizendo:
- Por que é que vocês mesmos não decidem qual é a maneira certa de agir? Se alguém fizer uma acusação contra você e levá-lo ao tribunal, faça o possível para resolver a questão enquanto ainda está no caminho com essa pessoa. Isso para que ela não o leve ao juiz, o juiz o entregue ao guarda, e o guarda ponha você na cadeia. Eu lhe afirmo que você não sairá dali enquanto não pagar a multa toda.

SÃO LUÍS ORIONE - 26 DE OUTUBRO


 
O Papa João Paulo II, em 1980, colocou diante dos nossos olhos um grande exemplo de santidade expressa na caridade: Luís Orione.

Nasceu em Pontecurone, um pequeno município na Diocese de Tortona, no Norte da Itália, no dia 23 de junho de 1872. Bem cedo percebeu o chamado do Senhor ao sacerdócio. Ao entrar no Oratório, em Turim, recebeu no coração as palavras de São Francisco de Sales lançadas pelo amado São João Bosco: "Um terno amor ao próximo é um dos maiores e excelentes dons que a Divina Providência pode conceder aos homens".

Concluiu o ginásio, deixou o Oratório Salesiano, voltou para casa e depois entrou no seminário onde cursou filosofia, teologia, até chegar ao sacerdócio que teve como lema: "Renovar tudo em Cristo".

Luís Orione, sensível aos sofrimentos da humanidade, deixou-se guiar pela Divina Providência a fim de aliviar as misérias humanas.

Sendo assim, dedicou-se totalmente aos doentes, necessitados e marginalizados da sociedade. Também fundou a Congregação da "Pequena Obra da Divina Providência". Em 1899, Dom Orione deu início a mais um Ramo da nova Congregação: os "Eremitas da Divina Providência".

Em 1903, Dom Orione recebeu a aprovação canônica aos "Filhos da Divina Providência", Congregação Religiosa de Padres, Irmãos e Eremitas da Família da Pequena Obra da Divina Providência. A Congregação e toda a Família Religiosa propunha-se a "trabalhar para levar os pequenos os pobres e o povo à Igreja e ao Papa, mediante obras de caridade".

Dom Orione teve atuação heróica no socorro às vítimas dos terremotos de Reggio e Messina (1908) e da Marsica (1915). Por decisão do Papa São Pio X, foi nomeado Vigário Geral da Diocese de Messina por 3 anos. Vinte anos depois da fundação dos "Filhos da Divina Providência", em 1915, surgiu como novo ramo a Congregação das "Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade", Religiosas movidas pelo mesmo carisma fundacional.

O zelo missionário de Dom Orione cedo se manifestou com o envio de missionários ao Brasil em 1913 e, em seguida, à Argentina, ao Uruguai e diversos países espalhados pelo mundo. Dom Orione esteve pessoalmente como missionário, duas vezes, na América Latina: em 1921 e nos anos de 1934 a 1937, no Brasil, na Argentina e no Uruguai, tendo chegado até ao Chile. Foi pregador popular, confessor e organizador de peregrinações, de missões populares e de presépios vivos. Grande devoto de Nossa Senhora, propagou de todos os modos a devoção mariana e ergueu santuários, entre os quais o de Nossa Senhora da Guarda em Tortona e o de Nossa Senhora de Caravaggio; na construção desses santuários será sempre lembrada a iniciativa de Dom Orione de colocar seus clérigos no trabalho braçal ao lado dos mais operários civis.

Em 1940, Dom Orione atacado por graves doenças de coração e das vias respiratórias foi enviado para Sanremo. E ali, três dias depois de ter chegado, morreu no dia 12 de Março, sussurrando suas últimas palavras: "Jesus! Jesus! Estou indo."

Vinte e cinco anos depois, em 1965, seu corpo foi encontrado incorrupto e depositado numa urna para veneração pública, junto ao Santuário da Guarda, em Sanremo na Itália.

O Papa Pio XII o denominou "pai dos pobres, benfeitor da humanidade sofredora e abandonada" e o Papa João Paulo II depois de tê-lo declarado beato em 26 de outubro de 1980, finalmente o canonizou em 16 de maio de 2004.

                                                      São Luís Orione, rogai por nós!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 25/10/2012



Divisão por causa de Jesus

Lc 12,49-53

Jesus continuou:
- Eu vim para pôr fogo na terra e como eu gostaria que ele já estivesse aceso! Tenho de receber um batismo e como estou aflito até que isso aconteça! Vocês pensam que eu vim trazer paz ao mundo? Pois eu afirmo a vocês que não vim trazer paz, mas divisão. Porque daqui em diante uma família de cinco pessoas ficará dividida: três contra duas e duas contra três. Os pais vão ficar contra os filhos, e os filhos, contra os pais. As mães vão ficar contra as filhas, e as filhas, contra as mães. As sogras vão ficar contra as noras, e as noras, contra as sogras.

SANTO ANTÔNIO DE SANT' ANNA GALVÃO - 25 DE OUTUBRO


 

Conhecido como "o homem da paz e da caridade", Antônio de Sant'Anna Galvão nasceu no dia 10 de maio de 1739, na cidade de Guaratinguetá (SP).

Filho de Antônio Galvão, português natural da cidade de Faro em Portugal, e de Isabel Leite de Barros, natural da cidade de Pindamonhangaba, em São Paulo. O ambiente familiar era profundamente religioso. Antônio viveu com seus irmãos numa casa grande e rica, pois seus pais gozavam de prestígio social e influência política.

O pai, querendo dar uma formação humana e cultural segundo suas possibilidades econômicas, mandou Antônio, com a idade de 13 anos, à Bahia, a fim de estudar no seminário dos padres jesuítas.

Em 1760, ingressou no noviciado da Província Franciscana da Imaculada Conceição, no Convento de São Boaventura do Macacu, na Capitania do Rio de Janeiro. Foi ordenado sacerdote no dia 11 de julho de 1762, sendo transferido para o Convento de São Francisco em São Paulo.

Em 1774, fundou o Recolhimento de Nossa Senhora da Conceição da Divina Providência, hoje Mosteiro da Imaculada Conceição da Luz, das Irmãs Concepcionistas da Imaculada Conceição.

Cheio do espírito da caridade, não media sacrifícios para aliviar os sofrimentos alheios. Por isso o povo a ele recorria em suas necessidades. A caridade de Frei Galvão brilhou, sobretudo, como fundador do mosteiro da Luz, pelo carinho com que formou as religiosas e pelo que deixou nos estatutos do então recolhimento da Luz. São páginas que tratam da espiritualidade, mas em particular da caridade de como devem ser vivida a vida religiosa e tratadas as pessoas de dentro e de fora do "recolhimento".

Às 10 horas do dia 23 de dezembro de 1822, no Mosteiro da Luz de São Paulo, havendo recebido todos os sacramentos, adormeceu santamente no Senhor, contando com seus quase 84 anos de idade. Foi sepultado na Capela-Mor da Igreja do Mosteiro da Luz, e sua sepultura ainda hoje continua sendo visitada pelos fiéis.

Sobre a lápide do sepulcro de Frei Galvão está escrito para eterna memória: "Aqui jaz Frei Antônio de Sant'Anna Galvão, ínclito fundador e reitor desta casa religiosa, que tendo sua alma sempre em suas mãos, placidamente faleceu no Senhor no dia 23 de dezembro do ano de 1822". Sob o olhar de sua Rainha, a Virgem Imaculada, sob a luz que ilumina o tabernáculo, repousa o corpo do escravo de Maria e do Sacerdote de Cristo, a continuar, ainda depois da morte, a residir na casa de sua Senhora ao lado de seu Senhor Sacramentado.

Frei Galvão é o religioso cujo coração é de Deus, mas as mãos e os pés são dos irmãos. Toda a sua pessoa era caridade, delicadeza e bondade: testemunhou a doçura de Deus entre os homens. Era o homem da paz, e como encontramos no Registro dos Religiosos Brasileiros: "O seu nome é em São Paulo, mais que em qualquer outro lugar, ouvido com grande confiança e não uma só vez, de lugares remotos, muitas pessoas o vinham procurar nas suas necessidades".

O dia 25 de outubro, dia oficial do santo, foi estabelecido, na Liturgia, pelo saudoso Papa João Paulo II, na ocasião da beatificação de Frei Galvão em 1998 em Roma. Com a canonização do primeiro santo que nasceu, viveu e morreu no Brasil, a 11 de maio de 2007, o Papa Bento XVI manteve a data de 25 de outubro.


                                              Santo Antônio de Sant'Anna Galvão, rogai por nós!
 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 24/10/2012



O empregado fiel e o empregado infiel

Lc 12,39-48

Lembrem disto: se o dono da casa soubesse a que hora o ladrão viria, não o deixaria arrombar a sua casa. Vocês, também, fiquem alertas, porque o Filho do Homem vai chegar quando não estiverem esperando.
Então Pedro perguntou:
- Senhor, essa parábola é só para nós ou é para todos?
O Senhor respondeu:
- Quem é, então, o empregado fiel e inteligente? É aquele que o patrão encarrega de tomar conta da casa e de dar comida na hora certa aos outros empregados. Feliz aquele empregado que estiver fazendo isso quando o patrão chegar! Eu afirmo a vocês que, de fato, o patrão vai colocá-lo como encarregado de toda a sua propriedade. Mas imaginem o que acontecerá se aquele empregado pensar que o seu patrão está demorando muito para voltar. E imaginem que esse empregado comece a bater nos outros empregados e empregadas e a comer e a beber até ficar bêbado. Então o patrão voltará no dia em que o empregado menos espera e na hora que ele não sabe. Aí o patrão mandará cortar o empregado em pedaços e o condenará a ir para o lugar aonde os desobedientes vão.
- O empregado que sabe qual é a vontade do patrão, mas não se prepara e não faz o que ele quer, será castigado com muitas chicotadas. Mas o empregado que não sabe o que o patrão quer e faz alguma coisa que merece castigo, esse empregado será castigado com poucas chicotadas. Assim será pedido muito de quem recebe muito; e, daquele a quem muito é dado, muito mais será pedido.

SANTO ANTÔNIO MARA CLARET - 24 DE OUTUBRO


 

O santo lembrado hoje foi de muita importância para a Igreja que guarda o testemunho de sua santidade, que mereceu a frase do Papa Pio XI que disse: "Antônio Maria Claret é uma figura verdadeiramente grande, como apóstolo infatigável". Nasceu em 1807 em Sallent (Província de Barcelona - Espanha), ao ser batizado recebeu o nome de Antônio João, ao qual ele veio depois acrescentar o de Maria como sinal de sua especial devoção à Santíssima Virgem: "Nossa Senhora é minha Mãe, minha Madrinha, minha Mestra, meu tudo, depois de Cristo".

Antônio Maria ajudou o pai numa fábrica de tecidos até os 22 anos, quando entrou para o seminário de vida, pois almejava um sacerdócio santo e como padre desejou consagrar-se nas difíceis missões da Espanha. Ao ver a pobreza dos missionários e as portas se abrindo, Antônio Maria, com amigos, tratou de fundar a "Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria", conhecidos como Claretianos.

O Carisma era evangelizar todos os setores, por meio da caridade de Cristo que constrangia, por isso dizia: "Não posso resistir aos impulsos interiores que me chamam para salvar almas. Tenho sede de derramar o meu sangue por Cristo!" Mal tinha fundado a Congregação, o Espírito o nomeou para Arcebispo de Santiago de Cuba, onde fez de tudo, até arriscar a própria vida, para defender os oprimidos da ilha e converter a todos, conta-se que ao chegar às terras cubanas foi logo visitar e consagrar o apostolado à Nossa Senhora do Cobre.

Com os amigos o Arcebispo Santo Antônio Maria Claret, evangelizou milhares de almas, isto através de missões populares e escritos, que chegaram a 144 obras. Fundador das Religiosas de Maria Imaculada, voltou a Espanha, também tornou-se confessor e conselheiro particular da rainha Isabel II; participou do Concílio Vaticano I, e ao desviar-se de calúnias retirou-se na França onde continuou o apostolado até passar pela morte e chegar na glória em 24 de outubro de 1870.

Foi beatificado em 1934 pelo Papa Pio XI e canonizado por Pio XII em 1950. Pelo seu amor ao Imaculado Coração de Maria e pelo seu apostolado do Rosário, tem uma estátua de mármore no interior da Basílica de Fátima.

                                            Santo Antônio Maria Claret, rogai por nós!
 

terça-feira, 23 de outubro de 2012

EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 23/10/2012



Os empregados alertas

Lc 12,35-38

E Jesus disse ainda:
- Fiquem preparados para tudo: estejam com a roupa bem presa com o cinto e conservem as lamparinas acesas. Sejam como os empregados que esperam pelo patrão, que vai voltar da festa de casamento. Logo que ele bate na porta, os empregados vão abrir. Felizes aqueles empregados que o patrão encontra acordados e preparados! Eu afirmo a vocês que isto é verdade: o próprio patrão se preparará para servi-los, mandará que se sentem à mesa e ele mesmo os servirá. Eles serão felizes se o patrão os encontrar alertas, mesmo que chegue à meia-noite ou até mais tarde.

SÃO JOÃO DE CAPISTRANO - 23 DE OUTUBRO


 

O santo de hoje fez da ação um ato de amor e do amor uma força para a ação, por isso, muito penitente e grande devoto do nome de Jesus chegou à santidade. João nasceu em Capistrano (Itália), em 1386, e com privilegiado e belos talentos, cursou os estudos jurídicos na universidade de Perusa. Juiz de direito, casado e nomeado governador de uma cidade na Itália, acabou na prisão por causa de intrigas políticas. Diante do sistema do mundo, frágil, felicidade terrena, e após a morte de sua esposa, João quis entrar numa Ordem religiosa. Com este objetivo teve João a coragem de vender os bens, pagar o resgate de sua missão, dar o resto aos pobres e seguir Jesus como São Francisco de Assis. O superior da Ordem, conhecendo os antecedentes de João, o submeteu a duras provas de sua vocação e, por tudo, João passou com humildade e paciência. Ordenado sacerdote consagrou-se ao poder do Espírito no apostolado da pregação; viveu de modo profundo o espírito de mortificação. João de Capistrano enfrentou a ameaça dos turcos contra a Europa e a tentativa de desunião no seio da própria Ordem Franciscana. Apesar de homem de ação prodigiosa e de suas contínuas viagens através de toda a Europa descalço, João foi também escritor fecundo, consumido pelo trabalho.

São João tinha muita habilidade para a diplomacia; era sábio, prudente, e media muito bem seus julgamentos e suas palavras. Tinha sido juiz e governador e sabia tratar muito bem às pessoas. Por isso quatro Pontífices (Martinho V, Eugênio IV, Nicolau V e Calixto III) empregaram-no como embaixador em muitas e muito delicadas missões diplomáticas e com muito bons resultados. Três vezes os Sumos Pontífices quiseram nomeá-lo Bispo de importantes cidades, mas preferiu seguir sendo humilde pregador, pobre e sem títulos honoríficos. Em 1453, os turcos muçulmanos propuseram invadir a Europa para acabar com o Cristianismo. Então São João foi à Hungria e percorreu toda a nação pregando ao povo, incitando-o a sair entusiasta em defesa de sua santa religião. As multidões responderam a seu chamado, e logo se formou um bom exército de crentes. Os muçulmanos chegaram perto de Belgrado com 200 canhões, uma grande frota de navios de guerra pelo rio Danúbio, e 50.000 terríveis jenízaros da cavalo, armados até os dentes. Os chefes católicos pensaram em retirar-se porque eram muito inferiores em número. Mas foi aqui quando interveio João de Capistrano: empunhando um crucifixo, foi percorrendo com ele todas as fileiras, animando os soldados com a lembrança de que iam combater por Jesus Cristo, o grande Deus dos exércitos. tanta confiança e coragem inspirou a presença do santo aos cristãos, que logo ao primeiro ímpeto foi derrotado o exército otomano. Morreu aos 71 anos de idade a 23 de outubro de 1456 e foi beatificado pelo Papa Leão X e solenemente canonizado pelo Papa Alexandre VIII no ano de 1690.

                                                    São João de Capistrano, rogai por nós!

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

CASTIDADE E AMIZADE


CASTIDADE – segredo de uma boa amizade
“A Castidade é uma virtude moral. É também um dom de Deus, uma graça, um fruto da obra espiritual. O Espírito Santo concede o dom de imitar a pureza de Cristo àquele que foi regenerado pela água do Batismo.”  – conforme está no Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo 2345.
A castidade hoje, é vista como o principal fator que falta nas amizades, pois cada vez mais o mundo tem sujado, estragado e distorcido esta maravilha criada pelo próprio Deus, que é a sadia convivência, seja ela entre pessoas do mesmo sexo, ou de sexos diferentes.
“A amizade representa um grande bem para todos e conduz à comunhão espiritual.”
Sabemos o quanto a amizade é importante na nossa caminhada, a Palavra de Deus vai dizer: “Um amigo fiel é uma poderosa proteção, quem o achou, descobriu um tesouro.”(Eclo 6,14), por isso devemos valorizar nossas amizades, cultivá-las e santificá-las.
“Quem teme ao Senhor, orienta bem sua amizade, como ele é, tal será o seu amigo.”(Eclo 6,17)
Nós homens precisamos sempre ter claro em nossa mente, que necessitamos da amizade pura e sincera das mulheres, isso porque Deus usa da presença feminina para nos fecundar, para tocar em muitas potencialidades masculinas que temos, mas que estão retidas e, que só a presença feminina em nossa vida, é capaz de trazê-las à luz. Com isso nos tornamos mais homens, homens de Deus.
Assim também digo para as mulheres, pois elas também precisam da presença masculina em sua vida, para ser fecundado todo o potencial feminino que têm guardado dentro delas, e que precisa vir para fora para que se tornem mais mulheres, mulheres de Deus.
“O homem se torna mais homem pela presença fecundante da mulher. Você que é mulher se torna mais mulher pela presença fecundante do homem” (Pe Jonas Abib).

Como, então, ter uma amizade casta e verdadeira? Acredito que uma amizade casta acontece à medida que nós, em particular, sabendo de nossas impurezas, nossas limitações e fraquezas, damos passos rumo ao nosso processo de cura interior, até para que sejamos mais felizes, tenhamos paz em nosso interior e, nos relacionemos melhor com o nosso próximo, pois muito de nós precisamos de cura interior para podermos conseguir dominar nossos atos, pois eles podem ser conseqüência de coisas mal resolvidas em nosso interior, como feridas não curadas ou mal cicatrizadas.
“Castificando” nossas intenções, nossas conversas, nossos olhares, nossos abraços, enfim tudo o que envolve uma amizade, nós seremos mais livres, mais felizes e, com isso nossas amizades terão mais “sabor”, pois as pessoas que convivem e que se relacionam conosco, poderão tocar nesta graça da pureza de Cristo que estará latente em nós.
Castidade em nossas amizades, vamos juntos levantar essa bandeira também!

EVANGELHO DO DIA

Ano B - Dia: 22/10/2012



O rico sem juízo

Lc 12,13-21

Um homem que estava no meio da multidão disse a Jesus:
- Mestre, mande o meu irmão repartir comigo a herança que o nosso pai nos deixou.
Jesus disse:
- Homem, quem me deu o direito de julgar ou de repartir propriedades entre vocês?
E continuou, dizendo a todos:
- Prestem atenção! Tenham cuidado com todo tipo de avareza porque a verdadeira vida de uma pessoa não depende das coisas que ela tem, mesmo que sejam muitas.
Então Jesus contou a seguinte parábola:
- As terras de um homem rico deram uma grande colheita. Então ele começou a pensar: "Eu não tenho lugar para guardar toda esta colheita. O que é que vou fazer? Ah! Já sei! - disse para si mesmo. - Vou derrubar os meus depósitos de cereais e construir outros maiores ainda. Neles guardarei todas as minhas colheitas junto com tudo o que tenho. Então direi a mim mesmo: 'Homem feliz! Você tem tudo de bom que precisa para muitos anos. Agora descanse, coma, beba e alegre-se.' " Mas Deus lhe disse: "Seu tolo! Esta noite você vai morrer; aí quem ficará com tudo o que você guardou?"
Jesus concluiu:
- Isso é o que acontece com aqueles que juntam riquezas para si mesmos, mas para Deus não são ricos.

SÃO GAUDÊNCIO - 22 DE OUTUBRO


 

O nome do santo que lembramos neste dia, é Gaudêncio, que vem do latim "gaudere", que significa alegrar-se. Muito sugestivo, pois é com alegria que contemplamos a vida deste santo Bispo de Bréscia, na Itália.

Provavelmente, era natural daquela cidade que conheceu no século II o Cristianismo, e onde fazia parte do seu Clero diocesano. Muito conhecido e respeitado pela santidade, zelo pastoral e eficácia na pregação, São Gaudêncio foi amigo de vários outros Bispos santos (principalmente Santo Ambrósio de Milão).

No ano 400, como peregrino, foi conhecer a Igreja de Cristo e as grandes igrejas da antiguidade. Nesta viagem, fez amizade com o Patriarca de Constantinopla, São João Crisóstomo, e também no Oriente adquiriu relíquias de mártires, que levou para sua cidade episcopal, a fim de motivar a pureza da fé.

Admirado pela oratória, deixou como riqueza numerosos sermões, tratando do mistério pascal, festas litúrgicas e comentários sobre o Evangelho. Após uma vida muito frutuosa no culto e no cuidado das ovelhas do Bom Pastor, principalmente de amor aos pobres, Gaudêncio entrou no Céu no ano de 410.

Desde logo recebeu o culto de veneração que a Igreja ratificou em seu Martirológio. Suas relíquias conservam-se na Igreja de São João Evangelista em Bréscia.

                                                    São Gaudêncio, rogai por nós! 

domingo, 21 de outubro de 2012

EVANGELHO DO DIA - 21/10/2012

Ano B - Dia: 21/10/2012



O pedido de Tiago e João

Mc 10,35-45

Depois Tiago e João, filhos de Zebedeu, chegaram perto de Jesus e disseram:
- Mestre, queremos lhe pedir um favor.
- O que vocês querem que eu faça para vocês? - perguntou Jesus.
Eles responderam:
- Quando o senhor sentar-se no trono do seu Reino glorioso, deixe que um de nós se sente à sua direita, e o outro, à sua esquerda.
Jesus respondeu:
- Vocês não sabem o que estão pedindo. Por acaso vocês podem beber o cálice que eu vou beber e podem ser batizados como eu vou ser batizado?
Eles disseram:
- Podemos.
Então Jesus disse:
- De fato, vocês beberão o cálice que eu vou beber e receberão o batismo com que vou ser batizado. Mas eu não tenho o direito de escolher quem vai sentar à minha direita e à minha esquerda. Pois foi Deus quem preparou esses lugares e ele os dará a quem quiser.
Quando os outros dez discípulos ouviram isso, começaram a ficar zangados com Tiago e João. Então Jesus chamou todos para perto de si e disse:
- Como vocês sabem, os governadores dos povos pagãos têm autoridade sobre eles e mandam neles. Mas entre vocês não pode ser assim. Pelo contrário, quem quiser ser importante, que sirva os outros, e quem quiser ser o primeiro, que seja o escravo de todos. Porque até o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente.

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...