WebRádio Trindade Santa: Outubro 2009

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O Papa visitará o Santo Sudário de Turim no próximo 2 de maio de 2010



Roma, 27 Out. 09 / 01:17 pm (ACI).- O Arcebispo de Turim, Cardeal Severino Poletto, informou hoje que o Papa Bento XVI visitará o Santo Sudário de Turim, com motivo de sua próxima exibição, no próximo 2 de maio de 2010.
Em uma carta recolhida pela imprensa local, o Cardeal anunciou a visita e antecipou que o Pontífice também presidirá uma Missa ao ar livre.
O Cardeal Poletto considerou que a visita será “um presente extraordinário” para “nossa cidade e para a diocese uma ocasião única. O evento dará novo impulso ao caminho espiritual e pastoral de nossas comunidades cristãs e infundirá esperança em todos”.
A próxima exposição do Sudário Santa começará no dia 10 de abril do próximo ano e terminará no 23 de maio.
Em junho do ano passado, o Papa Bento XVI acolheu o pedido do Cardeal Poletto para a exibição e antecipou que “se o Senhor me der vida e saúde, espero ir eu também”.
Nesse momento, Bento XVI assinalou que “será uma ocasião muito propícia para contemplar aquele misterioso rosto, que fala silenciosamente ao coração dos seres humanos, convidando-lhes a reconhecer nele o rosto de Deus”.
A última exibição do Santo Sudário teve lugar há quase dez anos com ocasião do Grande Jubileu do Ano 2000.
O Manto de Turim ou Santo Sudário, que uma sólida e sustentada tradição assinala como o manto que envolveu o corpo do Senhor Jesus, é uma fina peça de linho de 3 pés e 7 polegadas de largura e 14 pés e três polegadas de comprimento.
O manto leva a imagem detalhada da frente e das costas de um homem que foi crucificado de maneira idêntica a Jesus de Nazaré conforme descrevem as Escrituras.
O manto se encontra em Turim, Itália, desde 1578 e é posto à exposição pública aproximadamente uma vez por cada geração.
Com o fim de determinar o modo como a imagem se imprimiu no Sudário, mais de mil investigações científicas das mais diversas especialidades foram realizadas e se tomaram 32 mil fotografias do manto.
Estas investigações fizeram do Sudário Santa a relíquia mais estudada da história.
O Site oficial da próxima exibição é http://www.sindone.org

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Oração


"Sempre q minha alma quer na escuridão mergulhar, sinto em meu coração uma chama a arder, volto meu olhar para o nosso lugar especial, onde um dia nos encontramos e lá AMOR de minha vida me prometeste que nunca estaria só, lá onde TU meu TUDO, meu unico e verdeiro AMOR estais sempre a me esperar,lá naquele ALTAR, naquele SACRÁRIO onde VIVO aguardas por mim e por quem quizer contigo encontrar, e a partir deste momento a escuridão ,a solidão nunca mais existirá, porque a TUA companhia é eterna e constante, JESUS SACRAMENTADO nosso DEUS AMADO, AMOR EM PÃO materializado, entrega total sem olhar a quem,com a promessa da GLÓRIA NO CÉU, AMÉM!!"




Gilda Helena

domingo, 18 de outubro de 2009

Diferenças e semelhanças 'cá Portugal' comparado ao Brasil

Olá

Aos ouvintes que estão acompanhando a radio, creio que não notaram a diferença de um detalhe, pois passa desapercebido na conecção da internet. Atualmente, a radio está sendo transmitida, além do Brasil, também de Portugal a pouco mais de um mês. Estou em intercâmbio por aqui, cursando na Universidade do Porto algumas disciplinas de Engenharia Civil.
Alguns ouvintes da radio e pessoas próximas ficam me perguntando: “- Conta pra nós o que tem de diferente de Portugal com o Brasil?” Ou ainda um tanto suspeitas: “Está aprendendo a falar Português?”
Ora bom, cá irei a falar um bucadinho do que o gajo já viveu a Portugal (frase um tanto estranha, mas é bem assim que falam por aqui).
Na gramática, o gerúndio cantando, caminhando... eu nunca ouvi. Ao invés disso, eles falam a cantar, a caminhar. E é claro, há centenas de palavras que a gente não usa no Brasil.

no Brasil – cá Portugal
Parada de ônibus = paragem de autocarro
Chiclé = pastilha elástica
Banheiro = casa de banho
Carona = boléia
Carro conversível = carro descapotável
Trem = comboio
Isopôr = esferofite
Torcida = claque
Van = carrinha
Mamadeira = biberão
Grampeador = agrafador
Fim de fila = rabo da bicha
Açougue = talho
Linguiça = enchido
Prato = loiça
Frentista = gasolineiro
Caqui = diospiro
Pirulito = rebuçado
Fósforos = chamiços
Placa de carro = matricula
Gato = tareco
E mais muitos que teria que pesquisar ou fazer um exame de consciência profundo, hehehe.

“Religiosamente” falando, as missas aqui em Portugal praticamente são iguais as do Brasil. Praticamente... pois há diferenças, sim. A diferença mais marcante é o uso de um Creio aprovado pela Conferência Episcopal Portuguesa. Veja abaixo:

Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do Céu e da Terra,
De todas as coisas visíveis e invisíveis.
Creio em um só Senhor, Jesus Cristo,
Filho Unigénito de Deus,
nascido do Pai antes de todos os séculos:
Deus de Deus, luz da luz,
Deus verdadeiro de Deus verdadeiro;
gerado, não criado, consubstancial ao Pai.
Por Ele todas as coisas foram feitas.
E por nós, homens, e para nossa salvação
desceu dos Céus.
E encarnou pelo Espírito Santo,
no seio da Virgem Maria.
e se fez homem.
Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;
padeceu e foi sepultado.
Ressuscitou ao terceiro dia,
conforme as Escrituras;
e subiu aos Céus, onde está sentado à direita do Pai.
De novo há-de vir em sua glória
para julgar os vivos e os mortos;
e o seu Reino não terá fim.
Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida,
e procede do Pai e do Filho;
e com o Pai e o Filho
é adorado e glorificado:
Ele que falou pelos Profetas.
Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica.
Professo um só baptismo para a remissão dos pecados.
E espero a ressurreição dos mortos
e vida do mundo que há-de vir. Amen.

Até o momento tenho participado nas missas dominicais de duas paróquias. Em uma, com a fachada que aparenta uma casa e o interior rústico, de construção recente, não possui nos bancos o local pra se ajoelhar. Os corais são afinadissimos (apesar do sotaque português) e cantam muito mais em gregoriano do que nós na liturgia, sendo que nas duas igrejas, de instrumento utilizado para os cantos era apenas um órgão, muito bem tocado. Em uma das duas igrejas, o órgão possuia um som grave que dava gosto fechar os olhos para ouvir. Em nenhuma missa que eu tenha participado aqui, eles cantam o Ato Penitencial e apenas em uma missa é que eu ouvi eles cantar o Hino de Louvor (canto do Glória).
Um detalhe que me chamou atenção foi que, assim que os ministros retiram a Eucaristia do Sacrário para se juntar a Hóstia recém consagrada, maioria do povo presente fica de pé ou ajoelhados, inclusive durante a comunhão e só se sentam assim que os ministros guardam do que restou da Eucaristia distribuida aos fiéis no Sacrário. Boa parte dos cantos são os mesmos cantados no Brasil e, infelizmente, a predominância de gente na faixa dos 40 anos para cima é massacrante. Houve 2 missas que estava só eu de jovem presente.

Pessoalmente falando, estou tendo uma experiência muito interessante, desde a forma de como “rege” a vida aqui em Portugal: transporte altamente eficiente (por mais que já encarei dias de greve); quantidades, embalagens e alimentos diferentes encontrados no mercado; a aglomeração do comércio nos Shoppings; uma universidade com muitas diferenças de infraestrutura e de ensino comparado ao que tenho no Brasil, entre outros muitos fatores.

Infelizmente, devido a problemas de conecção daqui do apartamento de onde estou residindo, a radio não está 100% na sua normalidade. Espero que em breve eu consiga solucionar o problema ainda não descoberto da internet. Peço desculpas a todos por não estar ativo ao vivo da forma como estava no Brasil, pois infelizmente aqui não tenho tanta privacidade para poder interagir com todos no ar e a dificuldade de encaixar, segundo o fuso horário de Portugal, com uma programação voltada pela maioria que ouve a radio do Brasil.

Espero que em breve possa estar partilhando mais experiências com vocês e, se alguém quiser fazer alguma doação financeira para mim poder viajar Europa adentro, estou aceitando, hehehehe.

E, como sempre, apenas dos impecilhos que estou tendo aqui, a radio está no ar. Continue nos ouvindo e divulgando o nosso trabalho que, por mais que seja tão pequeno, é feito de coração.

Paz de Cristo que é O Cara!

Ótima semana




Odivan de Costa

Integrante da rádio Trindade Santa

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Acreditar sem ver



Homem de fé é aquele que não vê e mesmo assim não desiste

Deus não decepciona aquele que busca e espera n’Ele. É belíssima a passagem de quando Moisés é levado pelo movimento das águas e é encontrado pela filha do faraó. Para o povo sair da escravidão, o mar precisou se abrir. O povo, diante da impossibilidade de vencer as águas, se volta contra o profeta e lhe pergunta por que ele os retirara do Egito, se eles não têm como ultrapassar o mar. Diante do questionamento dele, o Senhor lhe diz apenas uma frase: "Diga ao povo que caminhe". Deus não lhe proferiu uma frase que garantisse o milagre, mas que requeria fé.
A expressão de Deus não é uma expressão que facilita a vida, mas que encoraja. O Senhor não facilita, pois quem facilita corre o risco de infantilizar o facilitado e Ele não nos quer infantis na fé. Deus nos quer amadurecidos, prontos para dar o primeiro passo. Fé é saber acreditar quando tudo está ao contrário. Homem de fé não é aquele que vê. É o que não vê e mesmo assim não desiste.
Na experiência do povo de Israel, diante de um povo que o [Moisés] quer matar, Deus não facilita para ele, mas requer sua fé. O povo queria uma reposta mágica, mas Deus dá uma ordem que encoraja, que faz crescer dentro deles a lembrança que aquele Deus que caminhou com eles não os deixará na mão. Nós não sabemos como será, mas não desistimos do que esperamos. Quando tudo indicava que a morte iria chegar, com os pés na água, seguindo a ordem do Senhor, o milagre aconteceu.
Por um lado, eles estavam imobilizados pelo mar que podia afogá-los; por outro, pelo exército que poderia matá-los. Aquele povo estava emparedado. Ser homem e mulher de fé é você viver uma única alternativa: aquela de não poder recuar. É como diz Santo Agostinho: "Deus só nos pede aquilo que Ele já nos deu. Tudo está em nós sob forma de dom".
A experiência da fé nos movimenta para sermos o que realmente somos. Você não tem outro destino, a não ser a santidade; da mesma forma que o povo de Israel não tinha outra opção a não ser a libertação. Ninguém emagrece fazendo novena. Ou nós nos disciplinamos ou não vamos emagrecer!
O que faz um homem ser de fé é a resposta que dá diante da insegurança. Isso é Cristianismo. Não é uma postura angelical, é uma forma de se tornar guerreiro, soldado. Coragem! Vitória é o que Deus quer celebrar na nossa vida por meio da fé.

Padre Fábio de Melo

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Aos amigos da Trindade Santa.

Uma homenagem aos amigos da Trindade Santa.

Quero externar o significado da AMIZADE de forma simpática e alegre.

Deixo meu abraço aos amigos da Rádio Trindade Santa.

PAX

Klaus Korting
(clique na foto para vê-la em maior definição)




Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...