WebRádio Trindade Santa: Maio 2011

terça-feira, 31 de maio de 2011

31 de maio - Nossa Senhora da Visitação


Maria, de pé, cumprimenta sua prima Isabel, que aparece de pé ou de joelhos, com os braços estendidos e a cabeça abaixada em respeito à Mãe de Deus.
Sabemos que Nossa Senhora foi visitada pelo Arcanjo Gabriel com esta mensagem de amor, com esta proposta de fazer dela a mãe do nosso Salvador. E ela aceitou. E aceitar Jesus é estar aberto a aceitar o outro. O anjo também comunicou a ela que sua parenta - Santa Isabel - já estava grávida. Aí encontramos o testemunho da Santíssima Virgem - no Evangelho de São Lucas no capitulo 1, - quando depois de andar cerca de 100 km ela encontrou-se com Isabel.
Nesta festa, também vamos descobrindo a raiz da nossa devoção a Maria. Ela cantou o Magnificat, glorificando a Deus. Em certa altura ela reconheceu sua pequenez, e a razão pela qual devemos ter essa devoção, que passa de século a século.
“Porque olhou para sua pobre serva, por isso, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações.” (Lucas 1,48)
A Palavra de Deus nos convida a proclamarmos bem-aventurada aquela que, por aceitar Jesus, também se abriu à necessidade do outro. É impossível dizer que se ama a Deus, se não se ama o outro. A visitação de Maria a sua prima nos convoca a essa caridade ativa. A essa fé que se opera pelo amor. Amor que o outro tanto precisa.

Quem será que precisa de nós?

Peçamos a Virgem Maria que interceda por nós junto a Jesus, para que sejamos cada vez mais sensíveis à dor do outro. Mas que a nossa sensibilidade não fique no sentimentalismo, mas se concretize através da caridade.


Virgem Maria, Mãe da visitação, rogai por nós!




Pirataria é pecado?

Não conheço documento algum da Igreja sobre a prática da pirataria; mas é certo que isso é errado, e a Igreja não precisa, portanto, dizer mais nada. No entanto, como a prática se alastrou, esse costume acaba gerando uma certa atenuante no erro. Uma vez que as autoridades não o coibem suficientemente – certamente por falta de meios – e o povo se acostuma a isso, a prática passa de certa forma a fazer parte do “costume” do povo e passa a ser aceito por ele. E assim não há como negar que o pecado fica diminuido. No entanto, não deve se fechar os olhos para ele, pois há pessoas que são prejudicadas com isso.

Fonte:Professor Felipe Aquino
Doutor em Física pela UNESP e pelo ITA; há trinta e cinco anos é professor universitário e foi Diretor Geral do Instituto de Engenharia de Lorena - da USP-SP.

EVANGELHO 31 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 31/05/2011



A minha alma engrandece o Senhor

Lc 1,39-56

Naqueles dias, Maria partiu apressadamente... Ela entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou de alegria em seu ventre, e Isabel ficou repleta do Espírito Santo. Com voz forte, ela exclamou: "Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como mereço que a mãe do meu Senhor venha me visitar? Logo que a tua saudação ressoou nos meus ouvidos, o menino pulou de alegria no meu ventre. Feliz aquela que acreditou, pois o que lhe foi dito da parte do Senhor será cumprido!". Maria então disse: "A minha alma engrandece o Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque ele olhou para a humildade de sua serva. Todas as gerações, de agora em diante, me chamarão feliz, porque o Poderoso fez para mim coisas grandiosas. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende de geração em geração... Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os que tem planos orgulhosos no coração. Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. Encheu de bens os famintos, e mandou embora os ricos de mãos vazias...". Maria ficou três meses com Isabel. Depois, voltou para sua casa.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Dia 30 de maio - Santa Joana D'Arc



Santa Joana D’Arc nasceu em Domrémy, em Lorena, França, em 1412.
Filha de camponeses tinha 13 anos quando “ouviu” o misterioso convite para que fosse libertar a França, já quase toda dominada pelos ingleses. Somente quatro anos depois, aos 17 anos é que, em obediência às vozes, deixou a casa paterna e partiu para Chinon. Com trajes masculinos e cabelos cortados apresentou-se a Carlos VII. Após muita hesitação, o rei confiou-lhe um pequeno exército. Joanna D’Arc partiu para Orléans, sitiada pelos ingleses. Obteve ali a primeira de uma série de vitórias, culminando com a coroação de Carlos VII em Reims. Sentindo-se ameaçado pela popularidade da santa, Carlos VII retirou-lhe o apoio e celebrou um armistício com os ingleses. Indignada Joana D’Arc recomeçou a luta, mas foi vítima de uma emboscada. Prisioneira do conde de Luxemburgo foi vendida para os ingleses. Num processo iníquo, conduzido por cerca de cem prelados e teólogos, foi condenada a ser queimada viva. A acusação: ... mentirosa, exploradora do povo, blasfemadora de Deus, idólatra, cruel, dissoluta, invocadora de diabos, herege e cismática. Impedida de recorrer ao Papa, Joana D’Arc foi condenada às chamas em Rouen. Era dia 30 de maio de 1431. Em 1450 e 1456, o seu processo foi revisto e declarada sua inocência. Foi canonizada em 1920, por Bento XV.

Oração:

Deus, nosso Pai, Santa Joana D’Arc foi condenada à morte, vítima de um processo iníquo.
Velai, Senhor, por todos aqueles que, vítimas da parcialidade e de interesses escusos, são condenados injustamente.
Fazei-lhes, senhor, justiça e tomai a sua causa. Abri nossos olhos, nossa mente e nossos corações para que a ninguém julguemos injustamente ou, movidos por interesses mesquinhos, escondamos a verdade dos fatos e prejudiquemos nossos semelhantes.
Senhor Deus, vós sois justo e santo.
Ensinai-nos a prática da justiça para que tenhamos parte no vosso reino.

Santa Joana D’Arc, iluminai-me, guiai-me, fortalecei-me, defendei-me. Amém.


Todo pecado tem perdão?

A Igreja ensina que qualquer pecado pode ser perdoado se a pessoa se arrepender, se Confessar e mudar de vida. Também o pacto demoníaco. Veja o que diz o Catecismo:

§982. Não há pecado algum, por mais grave que seja, que a Santa Igreja não possa perdoar. “Não existe ninguém, por mau e culpado que seja, que não deva esperar com segurança a seu perdão, desde que seu arrependimento seja sincero.” Cristo que morreu por todos os homens, quer que, em sua Igreja, as portas do perdão estejam sempre abertas a todo aquele que recua do pecado.

Fonte:Professor Felipe Aquino
Doutor em Física pela UNESP e pelo ITA; há trinta e cinco anos é professor universitário e foi Diretor Geral do Instituto de Engenharia de Lorena - da USP-SP.

EVANGELHO 30 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 30/05/2011



E vós, também, dareis testemunho

Jo 15,26-16,4a

Quando, porém, vier o Defensor que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. E vós, também, dareis testemunho, porque estais comigo desde o começo. Eu vos disse estas coisas para que vossa fé não fique abalada. Sereis expulsos das sinagogas, e virá a hora em que todo aquele que vos matar, julgará estar prestando culto a Deus. Agirão assim por não terem conhecido nem ao Pai, nem a mim. Eu vos falei assim, para que vos recordeis do que eu disse, quando chegar a hora.

domingo, 29 de maio de 2011


Domingo da presença do Espírito Santo

Leia o Evangelho: Jo 14,15-21


Comentário do Evangelho:

A temática do Evangelho deste domingo são as palavras de despedida de Jesus. Ele introduz o tema do Espírito Santo, que São João chama de Paráclito. Essas palavras não nos colocam numa situação de órfãos, pois estamos nele e Ele está em nós. Em outras palavras, Jesus insiste no modo de se efetivar essa presença: fidelidade aos mandamentos e comunicação do Espírito. A volta à glória, onde estava eternamente com o Pai, libertará no coração dos discípulos a verdadeira presença, a do Espírito, que realiza todas as coisas. A sua oração virá a ser a oração de Jesus neles, certa de ser atendida, porque o Pai se glorificará neles, em quem reencontrará o seu Filho.
A Igreja, viva em Cristo, comunidade dos discípulos, é o fluxo dessa presença mútua do Pai e do Filho no Espírito, presença atuante e amorosa, pela qual Deus diz-se ao coração dos crentes. Ainda falta dar mais um passo adiante na revelação dessa presença: o que faz entrar na comunicação do Espírito. Essa se efetua pela fidelidade ao mandamento, vínculo de amor entre Pai e o Filho e entre os que possuem com eles o mesmo Espírito. Esse Espírito, Jesus, ao desaparecer aos nossos olhos carnais, vai pedir ao Pai que no-lo envie para fazer-nos entrar na comunhão do seu amor.




Dia 29 de maio - São Maximino


Nasceu na França no século IV e muito cedo sentiu o chamado a vida sacerdotal.
Sucedeu Agrício e teve que combater o Arianismo, que confundia muitos cristãos.
São Maximino apoiou Santo Atanásio nessa luta, sofreu com ele, e se deparou até com o Imperador.
Bispo da Igreja, viveu seu magistério e serviço à Palavra sob ataques, mas não conseguiram matá-lo. Viveu até o ano de 349 deixando este testemunho e convocação: sermos cooperadores da verdade.
O santo de hoje é um ícone do amor a Cristo, à Igreja e à Verdade.


São Maximino, rogai por nós!



O que dizer da vasectomia e laqueadura?

Sobre a vasectomia, a doutrina da Igreja a proibe, pelo fato de ser uma mutilação no ser da pessoa, e em algo muito importante que é a capacidade de gerar a vida. O mesmo se dá com a laqueadura.

Mas, pelo que parece, você não tinha muita consciência disso quando a fez. Sugiro até que você conte isto a um padre em Confissão, mesmo que não tenha havido pecado grave pelo fato de você não ter, na época, uma consciência mais profunda da questão.

Quem sabe se um dia a medicina a torna reversível e você, então, possa desfazé-la! Fique em paz; e não fique se culpando; ponha isto agora na misericórdia de Deus. Costumo dizer aos homens e mulheres que se esterilizaram, que vale a pena ´assumir´ o cuidado de outras crianças carentes e abandonadas, como se fossem filhos que não podem mais ter; ainda que não seja por uma adoção definitiva, mas pelo menos assistencial. Vale a pena; tem muitos filhos “orfãos de pais vivos” neste mundo.

EVANGELHO 29 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 29/05/2011



Eu o amarei e me manifestarei a ele

Jo 14,15-21

Se me amais, observareis os meus mandamentos. E eu pedirei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, que ficará para sempre convosco: o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê, nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e está em vós. Não vos deixarei órfãos: eu voltarei a vós. Ainda um pouco de tempo e o mundo não mais me verá; mas vós me vereis, porque eu vivo, e vós vivereis. Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai, e vós em mim, e eu em vós. Quem acolhe e observa os meus mandamentos, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

sábado, 28 de maio de 2011

28 de maio - São Germano


Seu nome quer dizer 'irmão'. Nasceu em 378 na França.
Foi muito cedo para os estudos e acabou estudando Direito em Roma. Mas, seu grande desejo, era o de viver o Santo Evangelho. E foi pautando a sua vida na Palavra do Senhor.
Homem de oração e escuta, era dócil e pronto para renunciar a si mesmo e optar pelo querer de Deus.
Germano foi visitado pela Divina Providência. Foi eleito governador da alta Itália mas, de repente, com a morte do Bispo em sua terra natal, o povo e o clero o escolheram Bispo.
São Germano renunciou à sua vontade e quis a vontade de Deus para sua vida.
Promoveu a vida monástica e a evangelização na França. Foi um apóstolo de Jesus Cristo. cheio do Espírito Santo. Com o exemplo deste santo, aprendemos que precisamos viver como verdadeiros irmãos.

São Germano, rogai por nós!



"O Biscoito da Morte"

Revista: "PERGUNTE E RESPONDEREMOS"

D. Estevão Bettencourt, osb

Nº 384 - Ano 1994 - p. 210

Em síntese: Foi publicado um folheto protestante que caricatura a S. Eucaristia sob o título "O Biscoito da Morte". Quer derivar a Eucaristia de um pretenso mito egípcio, cujo herói seria o deus Sol Osiris; os sacerdotes egípcios consagrariam hóstias que se transformavam na carne do deus Osiris, segundo o autor do panfleto. Ora, tal mito não existe; o deus Osiris era um deus que ressuscitava os mortos. Ademais, o autor do panfleto ousa dizer que os sacerdotes egípcios chamavam o dito milagre "transubstanciação" - o que é totalmente anacrônico, pois transubstanciação é palavra latina composta pelos teólogos da Idade Média, inspirados em categorias de pensamento grego aristotélico.

O panfleto encerra muitas outras inverdades, que revelam a ignorância e a agressividade cega do autor. É de lamentar que um cristão possa recorrer a erros históricos e a calúnias de tal monta para negar um dos artigos de fé mais enfaticamente contidos na S. Escritura; as fórmulas "isto é o meu corpo... Isto é o meu sangue" (Mt 26,26-28) não podem ser tomadas em sentido metafórico, pois o sentido literal é respaldado pela promessa do pão que é carne, em Jo 6, 51-63.

Está circulando em língua portuguesa um panfleto de origem protestante norte-americana intitulado "O Biscoito da Morte". É uma sátira baixa e caricatural contra a Eucaristia. O autor baseia-se em falsas premissas e imaginárias suposições para denegrir algo que está na própria mensagem da Escritura e que é muito caro aos fiéis católicos. A obsessão agressiva cega o autor e leva-o a atestar sua ignorância sob capa de erudição. Infelizmente, porém, a ironia e a palhaçada da apresentação podem influir em leitores pouco críticos, causando-lhes danos na fé. Verifica-se que o autor, proselitista como os modernos sectários, quer conquistar novos membros para o protestantismo, recorrendo mesmo à mentira e à calúnia.

Eis por que passaremos em revista os principais tópicos do panfleto.

A tese do autor

O autor apresenta a fé na real presença de Jesus Cristo na Eucaristia como sendo invenção do Papa e de seus assessores. Está dito aí que se puseram a ensinar isso a fim de conquistar poder sobre os fiéis; quem não acreditasse, seria punido com a morte, como aconteceu na Inquisição. A fé na real presença de Cristo no pão eucarístico terá sido derivada de um mito dos egípcios, segundo o qual os sacerdotes consagravam hóstias que eram tidas como a carne do deus Sol chamado Osiris; assim como os sacerdotes egípcios terão conseguido dominar os crentes ensinando-lhes o sentido do biscoito, assim o Papa terá conseguido dominar os cristãos. Todavia, a leitura da Bíblia deveria abrir os olhos dos católicos, fazendo que deixem a Igreja Católica e se tornem protestantes!

Detenhamo-nos sobre tal mito e as alegações do autor.

A origem da Sagrada Eucaristia

O Mito de Osiris: Despropósitos

Antes do mais, é de estranhar a estória "das hóstias transformadas na carne do deus Sol Osiris". Por mais de um motivo:

a) nenhuma das mais abalizadas fontes de mitologia refere tal lenda de Osiris;

b) nem se encontra o binômio "Deus Sol = Osiris".

Na verdade, eis o que, sinteticamente, se pode apurar a respeito do mito de Osiris:

Osiris, em egípcio Ouser, deus do panteon egípcio, está envolvido no seguinte enredo: Osiris era um bom rei da terra, que ensinava aos homens a agricultura, a viticultura e as artes. Sofreu a inveja de seu irmão Seth, que, no de correr de um banquete, o encerrou num cofre e o atirou no rio Nilo; a sua irmã e esposa Isis encontrou-o no litoral de Byblos (Fenícia) e o levou de volta para o Egito. Foi, de novo, capturado por Seth, que o esquartejou em quatorze pedaços, pedaços que foram espalhados pela terra do Egito. Isis foi então procurar esses resquícios de cadáver juntamente com sua irmã Nephthys (esposa de Seth) e, com a ajuda de Anubis, reconstituiu o corpo do deus Osiris. Todavia, Isis e Nephthys foram transformadas em aves; abanaram com as suas grandes asas o cadáver de Osiris para restituir-lhe a vida. Assim Osiris ressuscitou. Isis concebeu então um filho chamado Horus; educou-o secretamente nos pântanos do delta do Nilo, receando o castigo que Seth, irmão de Osiris, podia infligir ao menino. Feito homem, Horus reclamou a sua herança e provocou Seth para travarem um combate a dois. Nestas circunstâncias, Re e o tribunal dos deuses puseram-se a julgar o caso: decretaram que Horus receberia a realeza terrestre que tocava a seu pai, ao passo que Osiris governaria o reino subterrâneo dos bem-aventurados.

Desta lenda os egípcios deduziram uma lição importante: todo cadáver sobre o qual são praticados os ritos que foram aplicados ao corpo de Osiris, juntamente com as mesmas fórmulas mágicas, há de voltar à vida. Tal procedimento se chamava "osirianização"; cada defunto podia tornar-se um novo Osiris. Assim, Osiris tornou-se o deus da ressurreição. Todos os anos, no mês de Khoiak, celebravam-se "mistérios", isto é, representações sagradas que reproduziam o assassinato, o enterro e a ressurreição de Osiris. Cada egípcio era exortado a peregrinar, ao menos uma vez na vida, até um dos grandes santuários osirianos do Egito (Buris, Abydos ...).

Como se vê, a estória está bem longe de mencionar hóstias transformadas em carne de Osiris (...)

c) Além disso, note-se o disparate encontrado em outra passagem do panfleto:

"Os sacerdotes egípcios chamavam esse milagre de "transubstanciação", e o povo comia seu Deus" (as páginas do panfleto não são numeradas).

A palavra "transubstanciação" é oriunda do latim transubstantiatio, e não do egípcio. Os egípcios não conheceram tal vocábulo latino (o latim é língua posterior ao idioma dos antigos egípcios) nem conheceram o conceito veiculado por tal vocábulo, pois o conceito supõe a filosofia de Aristóteles (+ 322 a.C.) desenvolvida pelos teólogos escolásticos da Idade Média. Com efeito: substância, no caso, significa o que sub-stat, o que está sob os acidentes. Sim, Aristóteles distinguia, em cada ser visível, os acidentes, que são mutáveis (cor, tamanho, odor, localização, peso...) e aquilo que é o suporte ou sujeito dos acidentes (tal seria a substância, que fica sendo invisível). Em consequência, a palavra transubstanciação significa a mudança (trans) da substância sem mudança dos acidentes. É o que se dá precisamente na consagração eucarística: ficam os acidentes (cor, tamanho, gosto, odor ...) do pão e do vinho, mas a substância do pão e do vinho se converte na substância do corpo e do sangue de Cristo. Tal noção, supondo categorias de pensamento grego alheio aos egípcios, nunca foi professada pelos sacerdotes da mitologia grega.

d) Outra falsa afirmação relacionada com a mitologia egípcia é a seguinte: "IHS significam Isis, Horo e Seth, deuses do Egito".

Quem diz isso mostra total ignorância do assunto: IHS não são caracteres egípcios, mas, no caso, são letras gregas: o H é a letra eta (e longo). IHS são os caracteres iniciais do nome grego IHSOYS (Jesus); por conseguinte, nem na língua egípcia nem na latina se deve procurar o sentido de tal abreviatura.

e) O panfleto refere como sendo palavras da consagração: "Hocus Pocus Domi Nocus" - o que nada significa em língua alguma. O leitor desprevenido poderá julgar que é a fórmula latina da consagração eucarística. Na verdade, a Eucaristia começou a ser celebrada no século I não em latim, mas em aramaico, grego e línguas orientais; a fórmula grega é a que se encontra nos Evangelhos sinóticos: "Touto estin to soma mou e Touto estin to haima mou" (Mt 26, 26.28).

As Fontes Bíblicas da Eucaristia

Os protestantes, que dizem seguir fielmente as Escrituras, iludem-se a si mesmos e iludem seus seguidores. Com efeito, a origem da Eucaristia não está numa época tardia da história da Igreja, nem está no Ocidente (em Roma, sede do Papa), mas está no Oriente e na própria Bíblia. Basta ler a Escritura Sagrada sem preconceitos e sem recorrer à tradição de Lutero, Calvino, Zvínglio, Knox, Smith, Wesley..., para perceber claramente que Jesus quis deixar-nos um pão que é o seu corpo e uma bebida que é o seu sangue. Tenham-se em vista os textos de Jo 6, 51-71: a promessa do pão da vida; (cf Mt 26, 26-29; Mc 14,22-25; Lc 22,19s; 1Cor 11, 23-25): os relatos da instituição da Eucaristia.

Memorial

Os protestantes negam a real presença de Jesus na Eucaristia, apesar da evidência decorrente dos textos sagrados, baseando-se na palavra memória, citada em Lc 22,19:

"Na última ceia, Jesus disse que, quando vocês comem o pão e tomam o vinho, devem fazer isso em memória dele" (tradução encontrada no panfleto).

A palavra memória traduz, no caso, o grego anamnesis e o hebraico zikkarón. Ora, tais vocábulos, segundo a mentalidade semita que os concedeu, não indicam mera atividade psicológica (o nosso recordar-se), mas, sim, um recordar que efetua algo ou que transforma a realidade. Tenhamos em vista os seguintes textos bíblicos, conforme os quais Deus se lembra de determinadas pessoas e lhes concede a sua graça e misericórdia: "Quando Deus destruiu as cidades da planície, Ele se lembrou de Abraão e retirou Lote do meio da catástrofe" (Gn 19,29); "Então Deus se lembrou de Raquel; Ele a ouviu e a tornou fecunda" (Gn 30,22); "Lembra-te dos teus servos Abraão, Isaac e Jacó, aos quais juraste por ti mesmo, dizendo: "Multiplicarei a vossa descendência como as estrelas do céu ..." Javé então desistiu do castigo com o qual havia ameaçado o povo" (Ex 32,13s). Ver também Gn 8,1; 1 Sm 1,11-19; 25,31.

Mesmo entre um homem e seu semelhante usava-se a fórmula "lembra-te", para pedir um favor; assim disse José no cárcere do Faraó ao copeiro que seria libertado em breve: "lembra-te de mim, quando te suceder o bem, e sê bondoso para falar de mim ao Faraó para que me faça sair da prisão" (Gn 40, 14).

O Novo Testamento é herdeiro dos conceitos de "memória" e "recordar-se" do Antigo Testamento. Assim, por exemplo, no canto de Maria se lê: "Socorreu Israel seu servidor, lembrado de sua misericórdia" e no de Zacarias: "...para fazer misericórdia aos nossos pais, lembrado de sua santa aliança... suscitou-nos uma força de salvação" (Lc 1,69-72). São significativas também duas passagens de conversão de Cornélio, centurião romano: "Tuas orações e tuas esmolas se ergueram como memorial diante de Deus" (At 10,4) e: "Tua oração foi atendida, Cornélio, e de tuas esmolas a memória esta presente diante de Deus" (At 10, 31).

As orações e as esmolas de Cornélio ficaram quase como um monumento na presença de Deus e prepararam a intervenção benigna do Senhor. - Também no Novo Testamento o homem, ao rezar, usa a fórmula "Lembra-te"; assim disse o bom ladrão: "Jesus recorda-te de mim, quando chegares ao teu reino" (Lc 23, 42). É à luz desse significado dinâmico e criativo das palavras "memória, memorial, recordar-se" que há de ser entendido o mandato confiado por Jesus aos Apóstolos na última ceia: "Fazei isto em memória (anámnesin) de mim" (1Cor 11,24s). Na base destes estudos linguísticos, deve-se dizer que a celebração da ceia do Senhor nos séculos cristãos não é mero símbolo evocativo do passado, mas vem a ser a atualização ou a re-presentação (o tornar presente de novo) do sacrifício do Senhor oferecido na Sexta-Feira Santa sobre o Calvário. (Ver a propósito nosso Curso de Liturgia. Módulo 8: Caixa Postal 1362, 20001-970 Rio - RJ).

A Inquisição

O autor não podia deixar de falar da Inquisição:

"De 1200 a 1808 incontáveis torturas e mortes rondaram o mundo católico, fazendo 68 milhões de vítimas. Satanás mantinha a Igreja Católica Romana sob seu absoluto controle."

Antes de qualquer outra observação, notemos que os medievais e pós-medievais até o século XIX não faziam estatísticas precisas dos casos examinados pela Inquisição. É inútil procurar nos arquivos da Inquisição dados numéricos que permitam uma estimativa global. Encontram-se apenas relatórios isolados, cujos números são muito menos elevados do que aqueles que a fantasia dos historiadores tendenciosos tem apregoado. Tenhamos em vista os dois registros seguintes:

Consta que o tribunal de Pamiers, de 1303 a 1324, pronunciou 75 sentenças condenatórias, das quais apenas cinco mandavam entregar o réu ao poder civil (o que equivalia à morte); O Inquisidor Bernardo de Gui em Tolosa, de 1308 a 1323 , proferiu 930 sentenças, das quais 42 eram capitais; no primeiro caso, a proporção é de 1/15; no segundo caso, é de 1/22.

De resto, a Inquisição é fenômeno que só se pode entender devidamente no respectivo contexto histórico. Com efeito, os medievais tinham profunda consciência do valor da alma e dos bens espirituais. Tão grande era o amor à fé esteio da vida espiritual) que se considerava a deturpação da fé pela heresia como um dos maiores crimes que o homem pudesse cometer. Essa fé era tão viva e espontânea que dificilmente se admitiria que alguém viesse a negar com boas intenções um só dos artigos do Credo.

Tenham-se em vista as palavras de S. Tomás de Aquino (+ 1274):

"É muito mais grave corromper a fé, que é a vida da alma, do que falsificar a moeda, que é um meio de prover à vida temporal. Se, pois, os falsificadores de moedas e outros malfeitores são, a bom direito, condenados à morte pelos príncipes seculares, com muito mais razão os hereges, desde que sejam comprovados tais, podem não somente ser excomungados, mas também em toda justiça ser condenados à morte" (Suma Teológica) II/II, 11, 3c).

A argumentação do S. Doutor do princípio (sem dúvida, autêntico em si) de que a vida da alma vale mais do que a vida do corpo. Se, pois, alguém pela heresia ameaça a vida espiritual do próximo, comete maior mal do que quem assalta a vida corporal; o bem comum então exige a remoção do grave perigo (ver também S. Teológica II/II, 11, 4c).

Conclusão

É difícil compreender que um cristão possa atacar outros cristãos na base de tanto ódio e tanta falsidade. Não é o genuíno amor de Cristo que inspira tal atitude. É a paixão preconcebida e obsessiva.

A leitura do panfleto mostra também como é errôneo o princípio protestante: "Somente a Bíblia". A Bíblia é inseparável da palavra oral, que a interpreta e atualiza; ela, por si mesma, não se explica nem elucida. Ora, os protestantes lêem a Bíblia dentro da tradição oral iniciada pelos reformadores do século XVI, ao passo que os católicos a lêem dentro da Tradição que emana de Jesus Cristo e dos Apóstolos e chega até nós; assim, no tocante à Eucaristia desde os primeiros decênios da Igreja, há testemunhos de fé na real presença de Cristo no sacramento do altar; essa fé foi sendo transmitida ininterruptamente até o século XX. Será que só no século XVI os cristãos começaram a entender autenticamente as palavras de Jesus em Mt 26, 26-29; Mc 14, 22-25; Lc 22, 19s; 1Cor 11, 23-25? Será que somente Lutero e seus companheiros de reforma entenderam corretamente o sermão referente ao pão da vida em (Jo 6, 51-71) Será que um protestante tem o direito de ignorar a Bíblia e a Tradição a ponto de forjar uma lenda mal alinhavada e inconsistente para querer provar que a Eucaristia teve origem no Ocidente (em ambiente latino) numa época tardia da história da Igreja?

A caridade cristã para com sectários tão cheios de ódio e falsidade manda que os católicos rezem por eles, unindo-se à oblação de Cristo, que se oferece ao Pai em cada S. Missa pela salvação do mundo (também pela dos sectários protestantes).

O texto deste artigo existe como opúsculo próprio intitulado "O Biscoito da Morte". Pedidos à Escola "Mater Ecclesiae", Caixa Postal 1362, 20001-970 Rio (RJ). Aí também foi editado o opúsculo "Por que não sou Aquariano (Nova Era?").

Fonte: Professor Fepipe Aquino

EVANGELHO 28 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 28/05/2011



'O servo não é maior do que o seu senhor'

Jo 15,18-21

"Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo vos amaria como ama o que é seu; mas, porque não sois do mundo, e porque eu vos escolhi do meio do mundo, por isso o mundo vos odeia. Recordai-vos daquilo que eu vos disse: 'O servo não é maior do que o seu senhor'. Se me perseguiram, perseguirão a vós também. E se guardaram a minha palavra, guardarão também a vossa. Eles farão tudo isso por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Troféu Louvemos – Premiados 2011

Aconteceu na quarta-feira, dia 11 de maio, nos estúdios da TV Século 21 a 3ª edição do Troféu Louvemos o Senhor – Prêmio Nacional da Música Católica. Oranizado pela Associação do Senhor Jesus, o evento reuniu na cidade de Valinhos/SP, grandes nomes da música católica.
Na noite de gala da música católica, como o evento também é chamado o evento a Banda Rosa de Saron, se firmou como uma grande potência musical desta nova geração, arrematando 4 estatuetas oriundas do voto popular.
O Premio Nacional da Música Católica, ainda destacou a Banda Missionário Shalom que recebeu 3 estatuetas, mais a categoria de melhor arranjador com o Val Martins. Outros nomes que também se destacaram na noite foram Irmã Kelly Patricia, Italo Villar e Bruno Camuratti
Confira a lista de todos os homenageados:
Categoria 01 – Melhor Música do Ano
Música Conto Contigo
Álbum: De malas prontas
Interprete Missionário Shalom
Compositor: Elkenson Silva e Cristano Pinheiro
Categoria 02 – Melhor Cantor do ano
Guilherme de Sá
Banda Rosa de Saron
Álbum: Horizonte Vivo Distante
Categoria 03 – Melhor Cantora do ano
Ir. Kelly Patrícia
Álbum: Busca de Deus
Categoria 04 – Melhor Guitarrista
Eduardo Faro
Banda: Rosa de Saron
Álbum: Horizonte Vivo Distante
Categoria 05 – Melhor Baixista
Rogério  Feltrin
Banda: Rosa de Saron
Álbum: Horizonte Vivo Distante
Categoria 06 – Melhor Baterista
Grevão
Banda: Rosa de Saron
Álbum: Horizonte Vivo Distante
Categoria 07 – Melhor Tecladista
Gilbert
Álbum: Marquinhos e Glbert
Categoria 08 – Melhor Interprete Masculino
Ítalo Villar
Álbum: Bendito Seja
Categoria 09 – Melhor Interprete Feminino
Olivia Ferreira
Álbum: Tudo passa pela cruz
Categoria 10 – Melhor Banda
Missionário Shalon
Álbum: De malas prontas
Categoria 11 – Melhor Grupo Vocal (EMPATE)
Ministério Caminho Seguro
Álbum: Caminho Seguro
Missionário Shalom
Álbum: De malas prontas
Categoria 12 – Melhor álbum pop
Bendito seja
Ítalo Villar
Categoria 13 – Melhor Álbum rock
Banda Ceremonya
Álbum: Ceremonya
Categoria 14 – Artista Revelação
Olivia Ferreira
Álbum: Tudo passa pela cruz
Categoria 15 – Melhor Álbum Independente
Álbum: Joelhos no chão
Alexandre Soul
Categoria 16 – Melhor Álbum alternativo
Álbum: Sobre os Dias
Bruno Camuratti
Categoria 17 – Melhor Compositor
Bruno Camuratti
Álbum: sobre os Dias
Categoria 18 – Melhor Álbum Litúrgico
(categoria cancelada)
Categoria 19 – Melhor Canção Litúrgica
Queremos te ver
Interprete: Davidson Silva
Compositor: Leonardo Biondo e Fábio
Categoria 20 – Gravação do Ano
Álbum: Busca de Deus
Irmã Kelly Patrícia
Categoria 21 – Produtor do Ano
Leandro Aguiari

Categoria 22 – Arranjador do Ano
Val Martins

Categoria 23 – Mérito Especial
Banda Agnus Dei

10 Mandamentos para Um Dia Feliz

01- Acorde e faça um breve alongamento.
02- Pense nas coisas boas que serão vividas.
03- Saiba contornar os obstáculos que a vida impõe.
04- Trate seus familiares com carinho que receberás carinho.
05- Seja sincero sempre, sem ser grosseiro. Sinceridade não é Agressividade.
06- Ame sempre! Acredite no amor!
07- Pratique esportes que faz bem para o corpo e para a mente.
08- Perceba a natureza que está a sua volta, é um presente de Deus para nós. (Sol, árvores, jardins, mar)
09- Tempestades virão, problemas quem não tem? Mostre ao problema que você tem um DEUS MUITO MAIOR.
10- Agradeça a Deus por mais um dia de vida e viva intensamente.

Para refletir.

Obrigado pela companhia!

Equipe Trindade Santa
27 de maio - Santo Agostinho de Cantuária

Santo Agostinho de Cantuária Monge beneditino, viveu em um mosteiro de Roma fundado por São Gregório Magno. Santo Agostinho na Grã- Bretanha exerceu santamente sua missão de levar muitos à santidade e assim santificar-se.
O Papa São Gregório enviou missionários para anunciar a Boa Nova nas Ilhas Britânicas, 40 monges estavam sob o comando de Agostinho, que corajosamente avançou em direção aos anglo-saxões que possuíam fama de cruéis. Agostinho ao chegar, expôs ao rei sua pregação e pediu-lhe autorização para pregar com seus irmãos.
O trabalho de evangelização foi tão fecundo que, em menos de um ano, mais de dez mil pessoas se converteram, inclusive o rei Etelberto.
Ajudado sempre pelo Papa, Santo Agostinho, na obediência acolheu as direções do Espírito e foi ordenado Bispo. Com o surgimento de novas necessidades pastorais, tornou-se Arcebispo. Com a ajuda de muitos outros missionários, alcançou a graça da conversão, praticamente para todos da ilha. Entrou na Igreja Triunfante, com outros, em 605.

Santo Agostinho de Cantuária, rogai por nós!






O que é jejuar? Qual o efeito do jejum em nossa vida e quais as formas de jejum?

O jejum é uma forma de mortificar o corpo para fortalecer o espírito na luta contra a tentações do pecado.

O jejum deve ser feito de modo que cada um aguente; deve ser diferente para cada pessoa. Tem gente que aguenta bem ficar o dia todo sem comer e só beber água; outros ficam apenas com uma refeição; entende? Pode ser feito da melhor maneira possivel. O jejum que a Igreja exige na Quarta feira de Cinzas e na Sexta Feira Santa, é parcial, não total; deve-se fazer tres refeições leves; café da manhã, almoço e ceia. Mas nada nos intervalos.



Fonte:Professor Felipe Aquino
Doutor em Física pela UNESP e pelo ITA; há trinta e cinco anos é professor universitário e foi Diretor Geral do Instituto de Engenharia de Lorena - da USP-SP.

EVANGELHO 27 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 27/05/2011



Amai-vos uns aos outros

Jo 15,12-17

Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu Senhor. Eu vos chamo amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai. Não fostes vós que me escolhestes; fui eu que vos escolhi e vos designei, para dardes fruto e para que o vosso fruto permaneça. Assim, tudo o que pedirdes ao Pai, em meu nome, ele vos dará. O que eu vos mando é que vos ameis uns aos outros.

quinta-feira, 26 de maio de 2011



Dia 26 de maio - São Filipe Néri








São Filipe Néri O "santo da alegria" nasceu em Florença, Itália, no ano de 1515.
Depois de ficar órfão, recebeu um convite de seu tio para que se dedicasse aos negócios. Mas, tendo vida de oração e discernimento, ele percebeu que Deus o chamava a um outro negócio: expressar com a vida a caridade de Cristo.
Néri foi estudar em Roma. Estudou Filosofia e Teologia, deixando-se conduzir e formar pelo Espírito Santo e, mesmo antes de ser padre, visitava os lugares mais pobres de Roma. Formou uma associação para cuidar dos doentes pobres.
São Filipe disse sim para a glória de Deus e iniciou a bela obra do Oratório do Divino Amor, dedicando-se aos jovens e testemunhando sua alegria. Vivia da Divina Providência, indo aos lares dos ricos pedir pelos pobres.
Homem de oração, penitência e adoração, São Filipe Néri partiu para o céu com 80 anos, deixando para nós esse testemunho: renunciar a si mesmo, tomar a cruz a cada dia e seguir Jesus é uma alegria.





São Filipe Néri, rogai por nós!












25 de Maio - Santa Maria Madalena de Pazzi



Santa Maria Madalena de Pazzi Nasceu no ano de 1566 em Florença, na Italia, e pertenceu a uma nobre família.
Ela muito cedo se viu chamada à vida religiosa e queria consagrar-se totalmente. Abandonou tudo: os bens e os projetos.
Entrou para a Ordem Carmelita e ali viveu por 25 anos. Uma aventura espiritual mística que resultou em uma grande obra com suas experiências carismáticas.
Todos os santos foram carismáticos. E a nossa Igreja é carismática, pois ela é marcada pelas manifestações do Espírito Santo. Precisamos aprender com os santos a sermos dóceis ao Espírito Santo.
Ela sofreu muito. Amou a cruz de cada dia.
Santa Maria sofreu com várias enfermidades até que entrou no Céu, com 41 anos. Seu lema foi: "Padecer, Senhor, e não morrer!"


Santa Maria Madalena de Pazzi, rogai por nós!


































O que a Igreja fala sobre o sexo no casamento?

A Igreja é muito discreta ao falar de sexo; por isso dou apenas a minha opinião, já que não conheço nada da Igreja que fale claro. Penso que o casal pode fazer todo tipo de carícias genitais que aceitam, fora o sexo anal, se precisam disso para chegarem juntos ao orgasmo. O marido pode fazer as caricias, inclusive orais, na esposa, desde que ela aceite. As posições podem ser usadas desde que ambos aceitem.

Veja o que diz o Pe. João Mohana no livro CÉU E CARNE NO CASAMENTO:

“Dentro da faixa de normalidade, o casal possui ampla liberdade de expressões eróticas aptas a saciar qualquer psiquismo sadio, qualquer corpo sensível, qualquer espírito cultivado. Toda as manifestações, todas as carícias, inclusive orogenitais, toda a linguagem física do amor compatível com a higiene, todas essas estão ao alcance de qualquer casal que gosta de sexo, mas não ambiciona deixar o sexo destruir o amor, liquidar o casamento”. (pg. 227).


Fonte:Professor Felipe Aquino
Doutor em Física pela UNESP e pelo ITA; há trinta e cinco anos é professor universitário e foi Diretor Geral do Instituto de Engenharia de Lorena - da USP-SP.

Deus e a peleja com Jacó... por Bento XVI.


Um breve texto da audiência na quarta-feira, 25\06\2011, por Bento XVI. De uma forma misteriosa, Deus tem usado - e muito! - esse teólogo e Papa, pra de alguma forma - mais misteriosa ainda! - tentar discernir o Sopro d'Aquele que meu corpo e minha alma ama. Leiam com carinho, é breve, mas tremendamente edificante.

O Texto:

Queridos irmãos e irmãs,

Hoje gostaria de refletir sobre um texto do Livro de Gênesis: a luta noturna do Patriarca Jacó com Deus. Jacó havia usurpado a primogenitura do seu irmão Esaú e obtivera, por meio de engano, a bênção de seu pai Isaac indo depois refugiar-se junto do seu tio Labão. Ao voltar para a sua pátria improvisamente é atacado, de noite, por um estranho. Ao cabo de uma fatigosa luta “corpo-a-corpo” com este personagem misterioso, que aos poucos vai revelando a sua natureza divina, Jacó, cujo nome derivava do verbo hebraico que significa “enganar, suplantar”, recebe um novo nome que lhe vem de Deus: passa a se chamar Israel, que significa “Deus é forte, Deus vence”. A Tradição espiritual da Igreja interpretou esse episódio como um símbolo da oração como combate da fé e da vitória da perseverança. Realmente, a oração exige confiança e intimidade, quase um corpo-a-corpo simbólico, não com um Deus adversário, mas com o Senhor que abençoa e que permanece misterioso. De fato, toda nossa vida é como esta longa noite de luta e de oração: para receber com humildade a bênção que nos transforma e que nos permite reconhecer a face de Deus.


Papa Bento XVI

EVANGELHO 26 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 26/05/2011



Permanecei no meu amor

Jo 15,9-11

Como meu Pai me ama, assim também eu vos amo. Permanecei no meu amor. Se observardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu observei o que mandou meu Pai e permaneço no seu amor. Eu vos disse isso, para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

As hóstias estragam?

A Igreja ensina que se o pão da Hóstia, ou seja a espécie, se estraga completamente,então, já não há mais ali a Presença real de Cristo. Esta não se estraga, simplesmente deixa de estar presente pois falta a espécie do trigo. Neste caso, o que se deve fazer é colocar as Hostias em água até que se dissolvam completamente; e depois pode-se colocar esta água em algum vaso de planta.

Fonte: Professor Felipe Aquino
Doutor em Física pela UNESP e pelo ITA; há trinta e cinco anos é professor universitário e foi Diretor Geral do Instituto de Engenharia de Lorena - da USP-SP.

Bullying pode trazer graves consequências para o futuro

Leonardo Meira
Da Redação, com reportagem de Catarina Jatobá

Arquivo Bullying é cada vez mais comum na realidade escolar

Apelidos e chacotas podem não ser tão inocentes assim. "Magrelos", "gordinhos" e "feios" que o digam. Quando o cenário faz surgir um quadro psicológico repressor, é bom abrir o olho e verificar se o bullying ganhou terreno.

O bullying (do inglês bully = valentão, brigão) descreve comportamentos com diversos níveis de violência, que vão desde as chateações inoportunas até episódios abertamente agressivos, verbais ou não, intencionais e repetidos, sem motivação aparente, provocados por uma pessoa ou um grupo em relação a outras. Causa dor, humilhação, discriminação. Não é à toa que a literatura especializada também adota o termo vitimização para quem é alvo da prática.

A expressão é cada vez mais comum no cotidiano das escolas mundo afora, embora também possa acontecer em qualquer outro contexto social (vizinhança, local de trabalho, forças armadas, etc).

Só para se ter uma ideia, no Brasil, três em cada 10 estudantes afirma ter sido vítima de bullying, segundo a última edição da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), realizada em 2009. A PeNSE também revelou que a prática é mais frequente entre os escolares do sexo masculino (32,6%) do que entre os escolares do sexo feminino (28,3%). A ocorrência é verificada em maior proporção em escolas privadas (35,9%) do que em escolas públicas (29,5%).

Consequências

De acordo com o psicólogo Marcos Uriostes, as consequências são basicamente duas: física e emocional. "A personalidade de cada um já é resultado dos modos de interação com a família, a sociedade, e as referências que daí surgem e vão nos formando. Imagine então o transtorno causado por uma ação, como o bullying, que já tem a característica da deformação propriamente dita? Quem passa por isso pode ter diversos problemas, desde a evasão da escola até a intimidação no relacionamento inter-pessoal", explica.

A psicopedagoga Edivoneide Andrade dos Santos indica que, com o tempo, a vítima tende a se sentir solitária, excluída do contexto. "Há reflexos negativos no processo de socialização e aprendizagem, bem como na saúde física e emocional. O pior é nos casos em que a pessoa vai se isolando, o que compromete a estruturação da personalidade e a autoestima, além da falta de certeza de se estar em um ambiente educativo seguro".

A escola não deve admitir esse comportamento e deve tratá-lo como assunto sério. Caso torne-se ameaça à integridade física e moral, deve-se inclusive denunciar à Vara da Infância e Juventude mais próxima, para que os episódios não continuem acontecendo e denegrindo a integridade da criança agredida.

"Os pais também devem estar atentos ao comportamento dos filhos, se está normal ou diferente. Caso mude, caso a criança fique inibida, os pais devem conversar com jeito, entrar no mundo do filho para descobrir o que há e buscar as medidas cabíveis, de modo diplomático e efetivo", complementa Edivoneide.

Testemunho

A jovem jornalista Ariane Fonseca foi vítima de bullying entre os 7 e os 11 anos, aproximadamente. De família humilde, morava em uma cidade do interior de São Paulo, tinha roupas simples e ainda usava um óculos no estilo "fundo de garrafa".

"Ninguém queria papo comigo, as meninas não me aceitavam. Esse era um problema que eu tentava compensar estudando, para alguém me dar atenção de alguma forma. Mas o tiro saiu pela culatra. Os professores gostavam de mim, mas a situação com os colegas piorou, porque eles achavam que eu 'puxava saco', queria me sobressair", conta.

Um dos episódios que mais marcou foi quando uma das meninas mais "patricinhas" do colégio entrou no banheiro, arrancou os óculos do rosto de Ariane e pisoteou-os, sem motivo algum. Apesar de sofrer com a situação, ela evitava contar os episódios para os pais com medo de a exclusão aumentar, pois os pais poderiam levar o problema até a escola.

No entanto, ela não aconselha ninguém a manter silêncio. Sofrer calado não é a melhor opção, pois muito do que se sofre nesse período de formação humana ganha maior proporção no futuro. A jovem aconselha a busca de um profissional e não ter vergonha de falar com os pais.

"Na infância, eu não tinha muita noção do que isso causaria na minha vida hoje. Por exemplo, eu me cobro demais pelo estudo, de ser sempre boa, inteligente. Também tenho um certo problema com críticas, especialmente nos estudos, já que eles foram minha válvula de escape contra o bullying. Se ninguém me via como 'bonitinha', ao menos me viam como a 'inteligente'. Também tenho necessidade de aceitação por parte das outras pessoas, tanto que muitas vezes desagrado a mim mesma tentando agradar os outros", explica.

EVANGELHO 25 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 25/05/2011



Eu sou a verdadeira

Jo 15,1-8

"Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que não dá fruto em mim, ele corta; e todo ramo que dá fruto, ele limpa, para que dê mais fruto ainda. Vós já estais limpos por causa da palavra que vos falei. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira e vós, os ramos. Aquele que permanece em mim, como eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim, nada podeis fazer. Quem não permanecer em mim será lançado fora, como um ramo, e secará. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados. Se permanecerdes em mim, e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será dado. Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos."

terça-feira, 24 de maio de 2011


Dia 24 de maio - Nossa Senhora Auxiliadora



Maria, segura com o braço esquerdo o Menino Jesus vestido de camisola branca. Ela usa uma capa presa ao pescoço, que cobre as pernas de seu Divino Filho. Tem o braço direito estendido.
A imagem é geralmente em estilo neoclássico.
Como gratidão pela vitória da esquadra cristã, comandada pelo Príncipe D. João d'Áustria em Lepanto, no século XVI, afastando definitivamente da Europa o perigo muçulmano, o papa Pio V deu à Maria Santíssima o título de Auxiliadora dos Cristãos.
Contudo, a festa de Nossa Senhora Auxiliadoraé mais recente, pois foi criada em 1816 pelo papa Pio VII, em agradecimento à Virgem pela sua libertação e retorno solene a Roma. Conduzido à força para a França por ordem do imperador Napoleão Bonaparte, que desejava estender seu domínio sobre os estados da Igreja, o velho pontífice foi aprisionado no castelo de Fontainebleau, em Paris, onde só chegou vivo por uma especial proteção dos céus. Cino anos depois, quando a estrela de Napoleão começou a se apagar após a batalha de Leipzig e pressionado pela opinião pública, o imperador foi obrigado a libertar o Sumo Pontífice.
Esta invocação chegou ao Brasil trazida pelos padres salesianos de Dom Bosco. O Santo Apóstolo da Juventude escolheu Nossa Senhora Auxiliadora como Padroeira de sua comunidade, devido às lutas que marcaram a formação da Pia Sociedade Salesiana, por ele fundada. Por isso, em todas as cidades em que existem colégios salesianos, Nossa Senhora Auxiliadora é venerada pela população.

Nossa Senhora Auxiliadora, rogai por nós

A Igreja excluiu livros da Bíblia?

A Igreja nunca excluiu um livro da Bíblia que fosse verdadeiro, excluiu os chamados apócrifos, que eram falsos.

Fonte: Professor Felipe Aquino
Doutor em Física pela UNESP e pelo ITA; há trinta e cinco anos é professor universitário e foi Diretor Geral do Instituto de Engenharia de Lorena - da USP-SP.

EVANGELHO 24 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 24/05/2011



Se me amásseis

Jo 14,27-31a

Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não é à maneira do mundo que eu a dou. Não se perturbe, nem se atemorize o vosso coração. Ouvistes o que eu vos disse: 'Eu vou, mas voltarei a vós'. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. Disse-vos isso agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais. Já não falarei mais convosco, pois vem o chefe deste mundo. Ele não pode nada contra mim. Mas é preciso que o mundo saiba que eu amo o Pai e faço como o Pai mandou."

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Maria acolhe seu filho João Paulo II em seus braços!

Foto milagrosa do Papa João Paulo II é liberada pelo Vaticano.

Esta foto foi tomada pelo fotografo oficial do Vaticano no dia do atentado ao Papa João Paulo II.
O Papa João Paulo II será beatificado no dia 1º de maio, que neste ano coincide com a festa da Divina Misericórdia, no segundo domingo da Páscoa.

O Vaticano a liberou depois da morte do Santo Padre e após longos estudos químicos na revelação da mesma.

Não se sabe porque João Paulo II quis manter oculta esta foto por tantos anos. A Santa Sé publicou há pouco, pela primeira vez, esta foto que fora tomada pelos seguranças, no preciso momento do atentado ao Santo Padre, quando este caía no papamóvel, dobrado pela dor.

De acordo com Joaquín Navarro Valls, porta-voz da Santa Sé, foram muitos anos de estudos da revelação desta incrível fotografia e naturalmente sobre a qualidade do filme utilizado, já que na primeira revelação não se conseguia ver direito a imagem porque não era muito nítida. Finalmente e depois de havê-la submetido a mil controles com os fotógrafos mais especializados do mundo, decidiram que não havia truque nenhum nela e hoje nos presenteiam com este belo dom de Nossa Senhora, Mãe de Deus.



Fonte: http://www.paroquiamedalha.com.br/noticias.php?codnoticias=65

5 situações que devemos evitar em Família.

1- Os pais não devem comparar os filhos. Cada pessoa é de um jeito. Comparar gera

desentendimentos futuros.

2- O casal nunca deve ir dormir brigado. Peça perdão, reconcilia-se com seu cônjuge e durma em paz.

3- Evite gritos. Isso é despersa e gera afastamentos da família. Se for gritar, grite Eu te amo para seus familiares.

4- Evite discussões na frente de seus filhos. Eles sentem e entendem tudo.

5- Evite fofocas, desentendimentos internos que geralmente geram mais desamor, mágoa e tristeza. A família deve ser lugar de festa e de perdão diário. A família deve ser o lugar da verdade e da transparência.

Klaus Sehn Korting

Trindade Santa - Ele está no meio de nós.

Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida



Quando alguém aceitou seguir o "caminho" percorrido por Jesus, eis que de repente se encontra na casa do Pai. Que casa é essa? Não o paraíso, mas a comunidade cristã. É ali que há muitos lugares, isto é, muitos serviços a fazer, muitas funções a serem desempenhadas. Há muitas formas de concretizar o dom da própria vida. Os "muitos lugares" outra coisa não são senão os "diversos ministérios", as variadas situações nas quais cada um tem a possibilidade de colocar à disposição dos irmãos as próprias capacidades. Jesus ensina que, no desempenho do próprio ministério, não pode haver motivo de inveja e de ciúmes: os "lugares", isto é, os serviços a serem prestados aos irmãos são múltiplos e somente quem ainda não foi sacudido pela novidade de vida, comunicada pela fé no Ressuscitado, pode permanecer inativo.
Na sociedade civil o cargo é avaliado, com base no poder, no prestígio social que confere, no dinheiro com o qual é remunerado. O lugar que Jesus prepara, ao contrário, é avaliado na base de outro critério:aquele do serviço.
O melhor "lugar" é aquele onde se pode servir o irmão m
ais e melhor.


Coloquemo-nos uma pergunta:

* Qual o percentual dos membros ativos da sua comunidade?

* Há compromissos que ninguém quer assumir?

* Existe competição para tomar para si a responsabilidade de algusn cargos?

* Dos muitos "lugares de trabalho" preparados por Jesus, há ainda muitos que estão a descobertos?

* Há os "desempregados" ? Por quê?


23 de maio - São Juliano


São Juliano Era casado e possuía uma hospedaria. Nela, ele partilhava a vida eterna que trazia em seu coração. Esposo fiel que amou a família e os necessitados.
No ano de 305, o imperador Diocleciano começou uma perseguição aos cristãos. Juliano, então, passou a acolher em sua hospedaria os cristãos perseguidos.
Alguns homens denunciaram Juliano. Ele foi arrancado de casa e levado ao tribunal.
Por não renunciar à fé em Cristo, foi condenado e decapitado.
Hoje, ele vive com Cristo na Glória.
Continuamos em tempos de perseguição. Velada em alguns lugares e, em outros, bem visível.
Que o santo de hoje possa interceder para que, o Espirito Santo, nos ajude a sermos ousados em nosso testemunho, sem medo da morte e das perseguições, certos de que a nossa recompensa se encontra no céu.


São Juliano, rogai por nós!








O que são pecados graves(mortais) e pecados leves(veniais)?

Pecados Graves(mortais): São ofensas graves à Deus ou ao próximo. Apagam a caridade no coração do homem; desviam o homem de Deus. Quem morre em pecado grave (mortal) sem arrependimento, merece a morte eterna, conforme o testemunho da Escritura: “Há pecado que leva à morte” (I Jo 5,16b).

Pecados Leves(veniais): São ofensas leves a Deus e ao próximo. Embora ofendam a Deus, não destroem a amizade entre Ele e o homem. Quem morre em pecado leve não merece a morte eterna. “Toda iniqüidade é pecado, mas há pecado que não leva à morte” (I Jo 5, 17 ).


Fonte: Professor Felipe Aquino
Doutor em Física pela UNESP e pelo ITA; há trinta e cinco anos é professor universitário e foi Diretor Geral do Instituto de Engenharia de Lorena - da USP-SP.

EVANGELHO 23 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 23/05/2011



Quem me ama será amado por meu Pai

Jo 14,21-26

Quem acolhe e cumpre os meus mandamentos, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele. Judas (não o Iscariotes) perguntou-lhe: "Senhor, como se explica que tu te manifestarás a nós e não ao mundo?" Jesus respondeu-lhe: "Se alguém me ama, cumpre a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. Quem não me ama, não cumpre as minhas palavras. E a palavra que ouvis não é minha, mas do Pai que me enviou. Eu vos tenho dito estas coisas enquanto estou convosco. Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito.

domingo, 22 de maio de 2011


Dia 22 de maio - Santa Rita de Cássia


Santa Rita de Cássia Nasceu na Itália, em Cássia, no ano de 1380. Seu grande desejo era consagrar-se numa vida religiosa. Mas, segundo os costumes de seu tempo, ela foi entregue em matrimônio para Paulo Ferdinando. Tiveram dois filhos, e ela como mãe buscou educá-los na fé e no amor. Porém, eles foram influenciados pelo pai, que antes de se casar se apresentava com uma boa índole, mas depois se mostrou fanfarrão, traidor, entregue aos vícios. E seus filhos o acompanharam. Rita então, chorava, orava, intercedia e sempre dava bom exemplo. Seu esposo acabou sendo assassinado. Não demorou muito, seus filhos também morreram. Seu refúgio era Jesus Cristo. A santa de hoje viveu os impossíveis de sua vida se refugiando no Senhor. Rita quis ser religiosa. Já era uma esposa santa, tornou-se uma viúva santa e depois uma religiosa. Ela recebeu um estigma na testa, que a fez sofrer muito, devido a humilhação que sentia, pois cheirava mal e incomodava aos outros. E teve que viver resguardada. Morreu com 76 anos, após uma dura enfermidade que a fez sofrer por 4 anos. Hoje ela intercede pelos impossíveis de nossa vida.


Santa Rita de Cássia, rogai por nós!

21 de maio - Santo André de bóbola



Santo André Bóbola Santo do século XVII, ele nasceu na Polônia e ficou conhecido como “caçador de almas”.
Santo André Bóbola pertenceu à Companhia de Jesus como sacerdote jesuíta dedicado aos jovens e ao anúncio da Palavra de Deus num tempo dos cismas, quando a fé católica não era obedecida.
Viveu também dentro de um contexto onde politicamente existia um choque entre a Polônia e a Rússia. Certa vez, com a invasão dos soldados cossacos, ou seja russos na Polônia, os cismáticos aproveitaram a ocasião para entregar o santo.
Ele, que tinha sido instrumento para muito se voltarem ao Senhor, foi preso injustamente e sofreu na mão dos acusadores. Foi violentado, mas não renunciou a sua fé. Renunciou a própria vida, mas não a vida em Deus.
No ano de 1657, morreu mártir. O “caçador de almas” hoje intercede para que nós.


Santo André Bóbola, rogai por nós.





















EVANGELHO 22 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 22/05/2011



Eu estou no Pai e o Pai está em mim

Jo 14,1-12

"Não se perturbe o vosso coração! Credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fosse assim, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós. E depois que eu tiver ido e preparado um lugar para vós, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que, onde eu estiver, estejais vós também. E para onde eu vou, conheceis o caminho". Tomé disse: "Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?" Jesus respondeu: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. Se me conhecestes, conhecereis também o meu Pai. Desde já o conheceis e o tendes visto". Filipe disse: "Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta". Jesus respondeu: "Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me conheces? Quem me viu, tem visto o Pai. Como é que tu dizes: 'Mostra-nos o Pai'? Não acreditas que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo; é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. Crede-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Crede, ao menos, por causa destas obras. "Em verdade, em verdade, vos digo: quem crê em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai.

sábado, 21 de maio de 2011

EVANGELHO 21 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 21/05/2011



Senhor, mostra-nos o Pai

Jo 14,7-14

Se me conhecestes, conhecereis também o meu Pai. Desde já o conheceis e o tendes visto". Filipe disse: "Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta". Jesus respondeu: "Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me conheces? Quem me viu, tem visto o Pai. Como é que tu dizes: 'Mostra-nos o Pai'? Não acreditas que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo; é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. Crede-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Crede, ao menos, por causa destas obras. "Em verdade, em verdade, vos digo: quem crê em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai. E o que pedirdes em meu nome, eu o farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes algo em meu nome, eu o farei.

sexta-feira, 20 de maio de 2011


Dia 20 de maio - São Bernardino de Sena



São Bernardino de Sena Nasceu em Massa Marítima, na Toscana, Itália, no ano de 1380. Muito cedo, infelizmente, perdeu seus pais; mas, por outro lado, a Providência Santíssima agiu na sua formação através de tias cristãs fervorosas. Tanto que oraram, testemunharam, foram canais da Providência Divina para a vida de São Bernardino.
Numa vida de oração e penitência, ele discerniu seu chamado a uma vida consagrada, entrando para a família franciscana na Ordem dos Frades Menores. Ali, tornou-se sacerdote.
São Bernardino possuía muitas qualidades; muitas delas, sobrenaturais. Muitos dons, dentre eles, o carisma da pregação. Um homem zeloso, liderou o movimento da observância em prol de uma vivência radical do carisma franciscano.
Quantas pessoas, na Itália, conheceram esse santo por causa da eficácia do nome de Jesus! Grande devoto; tanto que nas leituras do ofício de hoje, encontramos um texto tirado de um de seus sermões: “O nome de Jesus é a luz dos pregadores, porque ilumina, com o seu esplendor, os que anunciam e os que ouvem a Sua Palavra. Por que razão a luz da fé se difundiu no mundo inteiro tão rápida e ardentemente, senão porque foi pregado este nome?”.
Um grande pregador, ele reconhecia que tudo era graça na sua vida. Muitos puderam conhecer, através dos lábios desse pregador, o amor de Deus. Ele se expressou, revelou-se plenamente em Cristo Jesus na força do seu Espírito. São Bernardino, como todos os santos e santas da Igreja de todos os tempos, foi conduzido pelo Espírito Santo.
Centrado no mistério da Eucaristia, devotíssimo da Santíssima Virgem, ele se consumiu ao serviço da Palavra e do povo de Deus. No ano de 1444, ele partiu para o céu e intercede por nós para que sejamos todos servos da Palavra para glória e de Jesus.


São Bernardino de Sena, rogai por nós!

EVANGELHO 20 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 20/05/2011



Vou preparar um lugar para vós

Jo 14,1-6

"Não se perturbe o vosso coração! Credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fosse assim, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós. E depois que eu tiver ido e preparado um lugar para vós, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que, onde eu estiver, estejais vós também. E para onde eu vou, conheceis o caminho". Tomé disse: "Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?" Jesus respondeu: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Dia 19 de maio - Santo Ivo



Santo Ivo Nasceu em Bretanha, região administrativa do oeste da França, em 1253.
Ivo recebeu uma ótima formação, formando-se em Filosofia, Teologia, Direito Eclesiástico e Civil. Um santo advogado, juiz e sacerdote.
Partiu para o céu com apenas 50 anos, mas deixou um testemunho muito forte, reconhecido como o 'advogado dos pobres'.
Santo Ivo inclinou seu coração na presença de Deus, na busca da verdade, da misericórdia, da justiça e do amor.
O santo de hoje diz à família forense e a todos nós que, viver o amor e a justiça, é possível em Cristo Jesus.

Santo Ivo, rogai por nós!





EVANGELHO 19 DE MAIO DE 2011

Ano A - Dia: 19/05/2011



Eu conheço aqueles que escolhi

Jo 13,16-20

Em verdade, em verdade, vos digo: o servo não é maior do que seu senhor, e o enviado não é maior do que aquele que o enviou. Já que sabeis disso, sereis bem-aventurados se o puserdes em prática. Eu não falo de todos vós. Eu conheço aqueles que escolhi. Mas é preciso que se cumpra o que está na Escritura: 'Aquele que come do meu pão levantou contra mim o calcanhar'. Desde já, antes que aconteça, eu vo-lo digo, para que, quando acontecer, acrediteis que eu sou. Em verdade, em verdade, vos digo: quem recebe aquele que eu enviar, a mim recebe; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou".

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...